Estréia 2017 - reflexões do mês de Junho

Costruir familia nos rituais de cada dia           junho  

Jantar todos juntos, ao redor da mesma mesa, é um ritual de família, como também um fim de semana romântico o é para um casal.

Os rituais contribuem para reforçar os laços que unem  as pessoas e algumas vezes para criar outros novos e mais estáveis na família.  Os laços familiares correm o risco de se enfraquecerem pelo frenesí do mundo atual, onde nada parece estável e certo, por isso as famílias só podem tutelar sua “união”  se todos os membros estiverem verdadeiramente intencionados a se empenhar para manter os ritos e tradições de consolidação. Estes contribuem para criar um senso de identidade e laços entre os próprios membros, que encontram segurança e garantia de afeto estável no núcleo familiar.

Como as ações de rotina, os rituais são repetidos, tanto que se tornam previsíveis. Cada um sabe o que esperar, e quais são as próprias responsabilidades.

Subsiste, todavia, uma diferença importante: os rituais diferentemente das ações de rotina, têm um significado simbólico muito forte para a família.

Vestir-se de manhã é uma rotina,  cumprimentar o companheiro ou o filho com um beijo antes de sair de cada é um ritual.  Isto porque, contariamente ao hábito  de se vestir, o beijo encerra em si um valor importante; pode, por exemplo, significar eu lhe quero bem... vou sentir sua falta.

O almoço do domingo, relaxar-se juntos no fim do dia diante de um sorvete ou de um café, são todos exemplos de rituais, e cada família desenvolve os próprios rituais no tempo.

Quando os filhos são pequenos celebram-se os rituais pelo seu crescimento: alimentá-los, dar-lhes banho ou colocá-los no leito. Cada vez que se realiza, juntos, uma desta ações, se consolida o laço entre pais e filhos.

Um ritual é qualquer lugar onde os pais e os filhos podem estar, seguros de encontrar a ocasião de uma troca significativa com as pessoas amadas, um  modo especial de reforçar cada dia o laço emotivo.

Por último, os rituais representam momentos preciosos de comunhão ao redor dos ritos, capazes de garantir aquele sentido de segurança e proteção do qual precisamos para encontrar serenidade e equilíbrio. Eles nos fazem sentir parte da nossa família e nos oferecem o espaço certo para comunicar e manter vivo o laço com o outro.

O poder dos rituais é exatamente este: criar ocasiões de encontro também nos momentos de contraste e, naturalmente, reforçam os laços quando retorna a harmonia.