Conselho Recursos

Newsletter - Abril 2010

SSCS News
SSCS


Boletim n. 13 de abril de 2010


Animação - Carta do P. Filiberto

Filiberto
Q
ueridos Irmãos e amigos/as,
   Nós somos reconhecidos como especialistas em educação, evangelização e catequese de jovens e classes populares da sociedade. Tendo isto em mente, eu devo dizer que não me esqueço do pensamento inspirador do Papa João Paulo II em 1979, quando ele convida todo igreja a se preparar para uma nova evangelização, nova em seu zelo, sua expressão, seus métodos. A mensagem foi bem recebida por muitos como uma inspiração para entrar em diálogo com um mundo cada vez mais secularizado; já outros, que se sentiam seguros da onipresença e autoridade moral da Igreja, não deixaram de manifestar assombro. No entanto, indubitavelmente, o princípio da encarnação e as rápidas mudanças sócio-culturais deram ao papa toda razão.
     Dentro de um curto tempo será lançada a mensagem do Papa Bento XVI: “o sacerdote e a pastoral no mundo digital: os novos meios a serviço da Palavra” (16 maio). Eu vejo uma apropriada continuidade entre este e a o convite de João Paulo II. O Papa afirmando que “a principal tarefa do padre é proclamar Cristo, a palavra e o Deus feito carne, e a comunicação de sua graça que salva através dos sacramentos”, convida-nos a estarmos presentes no mundo digital como testemunhas fiéis do evangelho, exercitando o papel d e líderes de comunidades que a cada vez mais se expressam através das diferentes “vozes”, surgidas no mundo digital. Devem  os sacerdotes são desafiados a anunciar o evangelho empregando ferramentos de ultima geração e recursos audiovisuais (foto, vídeo, animações, blogs, sites), juntamente com os meios tradicionais, abrindo assim novas perspectivas para o diálogo, a evangelização e a catequese.
     Nós podemos trazer isto para a vida salesiana tomando um dos princípios de nossa RATIO, do qual a formação só existe plenamente se for permanente, e aceitando as linhas de ação do CG26 para viver nesta tônica
     Então, considero que todos salesianos, especialemten os que professaram votos perpétuos, precisam se alimentar, aprofundar e renovar nosso zelo pastoral, retornando a dom Bosco “como guia seguro para caminhar seguindo a Cristocom paixão ardente por Deus e por todos os jovens, especialemten os mais pobres; temos que sentir dentro do nosso coração a urgência de evangelizar e a necessidade de convocar ao serviço uma nova juventude, de uam cultura, um pátio e uma era diferente das nossas, de entrar decisivament nas novas fronteiras, onde se encontram multiplos jovens se enconram e nos esperam. E Nós fazemos isso aprendendo suas linguagens e utilizano as novas tecnologias.
     Como nós podemos oferecer o evangelho para os jovens do continente digital se nós não mudamos nosso zelo, expressão, métodos de evangelização?

Minhas orações e melhores desejos,
   

    Cordialmente em Don Bosco:

    P. Filiberto González Plasencia sdb
    Consejero General para la CS

Informação:  "As novas tecnologias na perspectiva da RSE" 

Cagliero Entre A foto  de jovens leigos missionários salesianos  que acompanha este artigo bem que poderia ser candidata para a Revista “Salesianos 2011”. De fato, esperamos que haja muitas fotos  para se escolher, tudo depende das regiões salesianas.
     Depois do sucesso de “Salesianos 2010” ( há apenas algumas cópias de arquivo dos 25.000 exemplares impressos este ano), o Reitor Mor e seus conselho aprovaram a produção de uma próxima edição: Salesianos 2011. O Pe. Filiberto escreveu recentemente aos conselheiros regionais, pedindo-lhes que desempenhem um papel protagônico na produção deste edição, que se baseará nas oito regiões salesianas. Na carta, disse que queremos mostrar “uma imagem mundial, real, positiva e comprometida de nossa congregação, algo muito necessário para superar tempos difíceis”. O tema transversal será a evangelização, e como levar o evangelho aos jovens e aos pobres a ver Jesus através de diferentes experiências, projetos, trabalhos.
     “Salesianos 2011” não está destinada a ser uma revista para os salesianos, e sim para as milhares, as centenas de milhares de pessoas que fazem parte do movimento salesiano em todos os níveis. Portanto, é importante assegurar-se que este (em potencial) “presente” pode se colocar à disposição da maior quantidade possível de pessoas neste ano que vem. Por este motivo, pedimos aos delegados inspetoriais de comunicação e aos demais leitores desta newsletter que promovam, em suas inspetorias e diversas comunidades, uma sensibilização para uma maior aquisição de cópias e respondam ao inevitável chamado do conselheiro regional para escrever artigos, oferecer fotos, ajudar com as traduções.  

Formação: Formação 2.0?

FORMACAO
    Esta edição do SSCS News destaca, dentre outras coisas, o mundo das imagens e a criatividade de alguns salesianos a este respeito (cf. produção abaixo). A simpatia do ser humano de hoje pelo visual apresenta aos formadores desafios positivos e negativos.
     Nossa cultura(em geral)mudou de estar baseada em textos para basear-se nas imagens, no entanto, a cultura da Igreja, por razões históricas, está ainda fortemente baseada na escrita. Isto leva a uma desconexão significante na formação. E, em uma época onde a exposição aos meios eletrônicos, baseados na imagem permeia toda nossa vivencia cotidiana, significa que os cérebros dos mais jovens já vai se organizando neurologicamente de maneira diferente, formando uma outra lógica, não mais sustentada das nuances lógicas e de raciocínio típicas do texto. Há coisas positivas e negativas nesta constatação, mas uma coisa deve ser modificada: a maneira que formamos as pessoas.
     Aqui se colocam duas quesões, interligadas, para reflexão:
     1. Quantos de nossos cursos de formação tomam apenas o texto como base? Claramente, o contexto hoje pede por uma dose extra de material visual nos cursos.
     2. Estamos plenamente conscientes sobre a questão da 'atenção'? Por um lado, os cérebros neurologicamente alterados são menos capazes de uma atenção contínua. Por outro lado, os seres humanos os seres humanos precisam de atenção para si e de oferta-la para pos outros tanto quanto antigamente. E como nós fazemos para formar melhor pessoas hoje? Não podemos fazer da mesma forma que fazíamos anteriormente. Ainda podemos cair em alguns erros simples de comunicação a esse respeito. Vejamos o exemplo de um “Powerpoint”.  Podemos escolhe-lo para “salvar” nossa consciência de “usar  a dose adicional de material visual”, confiando apenas em um "slide”. No entanto, rapidamente se percebe que os slides do powerpoint não fomentam a concentração contínua. Se movem ao passo de quem o apresenta e a quantidade de informações em cada um pode ser tão pobre que nem requer nem recompensa a atenção.  Uma pessoa não pode discutir com um “tópico”! Conclusão:  A ferramentea quase tornou popular em muitas salas de aula não é suficiente adequada para o que se espera numa sala de aula.
     A Web 2.0 eventualmente pode resultar numa palavra da moda com a vida útil de Betamax, no entanto representa um ponto de partida útil no panorama para continuar ajudando a formar a essência de todo candidato  à vida salesiana. Qual de nossos documentos de formação tem reconhecido solidamente este tópico? Ou talvez colocando de outra maneira: Em que nível estamos sobre este tema? Web 2.0 representa algumas (não todas) das características do campo das novas mídias que está alterando a forma de pensar dos candidatos jovens: consideremos a seguinte “ladainha” extensa de características: flexível, centrada no usuário, móvel, interativa, ilimitada multidirecional, não linear, pouca hierarquia, exibicionista, expansível, progressista, convergente, conectada, de acordo com a demanda pessoal.
     Uma pergunta: como nossos processos de formação tem se adaptado a esta realidade, ou nós pensamos que estas características são só modismos? Se for preciso uma aldeia para educar uma criança, então a aldeia global já tem criado muitas gerações. E eles são nossos “formandos”. E há mais uma outra questão: hoje, quem está formando quem?

Produção: Um mundo de imagens

PapiO FOCUS no portal www.sdb.org oferece para esta quinzena a criatividade fotográfica de um jovem salesiano francês, o Ir. Benjamim Dewitte. Suas fotos, além de serem de qualidade excepcional, não são apenas um “hobby” – tem um definido propósito evangelizador. Essa é uma das formas criativas que Benjamim usa para aproximar os jovens de Jesus.  A propósito, esta fotografia tirada por Bem colocada aqui na miniatura é de “Papi”, outro salesiano com criatividade artística, muito conhecido e apreciado, especialmente entre os franceses. A foto foi ainda tranformada em um quebra-cabeça, o que não era a idéia original de Benjamim, no entanto, nós acreditamos que vale a pena.

Africa

Após Benjamim, ‘Papi’, vamos agora apresentar P Léon Verbeek sdb, do Instituto Teológico São Francisco de Sales, em Lubumbashi, e é conhecido como pesquisador da História Oral congolesa. Seus estudos, agora ilustrados no site do Museu Real da África Central, sob o título: “Les Artes Plastiques modernes à Lubumbashi”, são vistos como únicos. A coleção tem sido disponível apenas online, então estejamos na ‘primeira fila” para visitá-la.