Conselho Recursos

Newsletter - Janeiro 2010

SSCS News
SSCS


Boletim n. 10 de janeiro de 2009


Animação - Carta do P. Filiberto

Filiberto
Q
ueridos Irmãos e amigos,

É comovedor o sofrimento dos nossos irmãos do Haiti. As imagens e as notícias que chegam mostram somente uma parte da dor humana. Deus mesmo sofre com o seus filhos, e nós desde a nossa fé nos fazemos solidários na oração e a comunicação que em meio da dor nos deixam ver o melhor da nossa humanidade abrindo a este povo e ao mundo a esperança: em ser humano existe uma profunda raiz do amor que supera raças, culturas e credos. Há um futuro no nosso mundo quando existe solidadariedade e fraternidade!
    A Congregação e a Família Salesiana têm sido informadas oportunamente através do ANS, seja dos acontecimentos, assim também como das iniciativas e coordenação das ajudas em favor dos nossos irmãos de Haiti. Muitas inspetorias, através de suas páginas da Web,têm feito o mesmo seguindo a Agência da Congregação. Felicitamos a todos por este trabalho em rede e por promover, deste modo, a reconstrução humana do povo que somente poderá ter futuro se existir a fraternidade dos demais, e isto nos fará mais humanos a todos.
    Finalizo recordando ao grande comunicador e patrono dos comunicadores na Igreja, São Francisco de Sales, de quem levamos o nome e a genética comunicativa no mundo diverso do seu. Sua figura continua sendo referência para nós como a foi para o nosso pai Dom Bosco: convencido evangelizador, amável educador, comunicador por excelência. Tendo os mesmos modelos, temos o desafio de responder às novas gerações em uma nova cultura. Nos toca encarnar o evangelho, a Jesus Cristo, em meio dos nativos da era digital. Estou seguro que São Francisco de Sales e Dom Bosco nos seguirão acompanhando neste caminho.
Encontrarão boas notícias nesta “Newsletter”.
    Meus melhores augurios e até a próxima
    
Cordialmente em Don Bosco:
    P. Filiberto González Plasencia sdb
    Consejero General para la CS

Informação:  Logística das Comunicações em uma catástrofe humanitária

Haiti En quanto o mundo, e o mundo salesiano, no nosso caso, está a tentar medir um dos piores desastres humanitários (Haiti), nos últimos tempos que nos afectam directamente, aqui é uma visão em apenas um aspecto da que a partir de uma perspectiva salesiana: a logística de um exercício de comunicação massiva Congregacional.
    Estamos todos ver as actualizações regulares sobre a ANS. O que está por trás de tudo isso? No mínimo, os seguintes elementos, neste caso particular.
Em Roma, os Departamentos de Comunicação e Missão, em particular com os seus distintos, mas os recursos combinados de pessoal e contactos.
A nomeação de um ou mais pontos de fluxo de informações central. Neste caso, além de informações provenientes directamente ao Reitor ou seu vigário, o estabelecimento das missões salesianas, New Rochelle, E.U., como um Centro de coordenação. Outras ONGs Salesiana com envolvimento directo ou já no Haiti ou nas proximidades República Dominicana estão continuando com os seus esforços, mas compartilhando as informações com o fluxo de informações ‘central’. Pe. Mark Hyde e sua equipe dispõe de muitas actualizações como estão disponíveis por dia, por hora, dependendo das circunstâncias.
A parceria, no caso das Missões Salesianas, com uma agência de comunicação importante para organizações sem fins lucrativos. Neste caso, um organismo chamado ‘Shoestring Creative Group’, que se prepara para a imprensa do território E.U., mantém linhas abertas com grandes agências de informação, examina atentamente material que vem através (por exemplo, o cuidado deve ser tomado com fotos)
Identificação precisa de locais (Google Earth) e combinando-os para cima com fotos e vídeos exibidos na média
Prestação de peritos em comunicação  (por exemplo VIS enviou dois especialistas directamente para o Haiti, coordenada a partir das Missões Salesianas).
Correcção de desinformação. Por exemplo, uma grande agência de informação Católica relatado presumida morto ‘200 seminaristas’ sob os entulhos na ENAM. A questão não era o número, mas o ‘seminaristas’. De Roma a fonte da informação foi contactado, a correcção prevista, em seguida, outras grandes agências em outras partes do mundo, que tinha repetido a desinformação foram convidados para corrigir (todos cumpriram).
Perseguir aqueles que usam a falta de dados com mal intenção (maciças de informação, materiais, fundos convida aldrabões).
O uso adequado do que temos vindo a expressão midia ‘pessoal e convergente’,  Isto envolveu recebendo comunicações dispositivos que podem trabalhar sob as circunstâncias para o Haiti, a abertura de canais no iReport da CNN, YouTube, Facebook e outros lugares. Algo disso é feito através de ‘Shoestring Creative Group’, mas outros canais foram abertos por outros serviços de comunicações (Salesianos) em níveis locais em todo o mundo.
Fornecimento de entrevistas de rádio (um caso no ponto é a BBC Radio 5 entrevista com o Vice-Provincial do GBR).
Conduto ou operações de retransmitir a mensagem: muitas pessoas ao redor do mundo contactando o Departamento de SC em Roma procurando informações, querendo ajudar, querendo transmitir informações. Isso precisa ser investigado / canalizados conforme o caso.
Elaboração de material didáctica  (apresentações, material multimédia de impressão,) que pode ajudar a necessidade imediatas e a longo prazo para a ajuda ao mover os corações e mentes.
Múltiplos e variados
comunicações envolvendo alguma das situações acima e muito mais no nível das províncias locais, muitos dos quais depois se apresentou à ANS ou o Departamento de SC por meios normais: correspondentes, boletins, .... Web Sites
* e tradução. Sempre tradução!
.

Formação: O Projeto BOSCOM

BOSCOMO PROJETO BOSCOM é uma iniciativa dos Salesianos de Dom Bosco de países de língua inglesa trabalhando em Midia e Comunicações. Este foi criado para auxiliar a formação de pessoal com idéias, planos de aula, e recursos para que os Salesianos sejam formados como comunicadores eficazes. A idéia de colocar o projeto em conjunto foi retomada na Assessoria de Comunicação Social (Consulta), em março de 2009,Madri. O manual, Pastores para uma Era da Informação, criado pelo BOSCOM-Índia em 2000 foi novamente criado como um exemplo.
    O PROJETO BOSCOM não é um site de estudos, nem um produto perfeito, nem um recurso pronto para utilização. Este é um banco de dados a partir do qual a formação o pessoal pode escolher o que é mais adequado às suas necessidades com novas melhorias criativa e de adaptação à sua situação local. Este é um trabalho em andamento, da qual sugestões, correções e novos recursos podem ser enviados para o endereço oficial.
Mais especificamente:
O objetivo do projeto é garantir que os conhecimentos e técnicas de comunicação se tornem a definição de qualidade da missão educacional evangelizadora dos Salesianos de Dom Bosco.
O modelo é de Dom Bosco e sua missão carismática de ser para pobres e jovens abandonados o símbolo perfeito do Bom Pastor, Jesus Cristo, o Caminho, a Verdade ea Vida.
O método pedagógico utilizado no projeto é a vida participativa baseada na educação. Sempre que possível, o ponto de partida para cada lição é grupo experimental do trabalho.
O período de estudo abrangido é de cerca de nove anos – a partir da fase do pré-noviciado para a fase da profissão perpétua e o estudo da teologia.
O projeto contém teoria e prática. As aulas incluem conteúdo a ser aprendido e habilidades para serem promovidas. O site é privado e principalmente destinado aos membros da Família Salesiana. Este pode ser compartilhado por outras pessoas envolvidas no apostolado social de comunicações. Para acessar o site, por favor escreva para Pe. Julian Fox, Secretário do Ministério das Comunicações, Casa Geral, através da
Pisana, 1111, jbfox@sdb.org ou boscomproject@gmail.com 

Produção: Site sdb.org 2.0 começa transição no dia 31 de Janeiro

sdb.orgSerá que a reformulação de um site é "inaugurada”, ou simplesmente se transforma graciosamente, como uma lagarta que deixa de ter uma forma para assumir outra. Provavelmente a última opção! Mas de qualquer maneira, se tudo sair como planejado, o milagre da transformação do site www.sdb.org ocorrerá na noite do dia 31 de janeiro de 2010, horário de Roma. A transição não envolve apenas o site sdb.org, mas cinco outros sites associados, por isso, enquanto começamos o processo técnico de mudança no dia 31, nós esperamos que o usuário perceba as reais mudanças em até duas semanas mais tarde. Não se desespere! Você vai acordar de manhã e tudo vai ter mudado!
    As lagartas são bonitas em sua maneira própria, assim como as borboletas!  www.sdb.org como as pessoas o têm conhecido nos últimos seis anos, serviu bem a Congregação. Em sua nova forma, esperamos que ele continue servindo a Congregação ainda melhor.
    Como todo ciclo de vida e crescimento, esta transformação tem sido complexa – em seus objetivos, em sua tecnologia, e em sua infraestrutura organizacional, o que significa dizer que não foram os programas ou o banco de dados por detrás ou qualquer outra coisa deste gênero, mas identificar as necessidades, definir os procedimentos e comunica-las com as muitas partes envolvidas neste processo.
    As metas de desenvolvimento para o site sdb.org 2.0 previa o uso de um único login de acesso para a maioria das aplicações, uma configuração que seja compreensível, fácil de navegar e personalizável. Queríamos nos assegurar de que a graciosa degradação por um lado (onde as tecnologias mais velhas simplesmente sendo descartadas ao em vez de serem forçadas a sair) e melhorias progressivas do outro lado (onde novas tecnologias e possibilidades discretamente oferecerem utilidade real). “Articular tudo isto, foi o que pretendíamos fazer quando pedimos contribuições e sugestão de idéias dos Salesianos; pois queríamos ajudar a ‘aquecer o coração do usuário”. Acreditamos ter alcançado esses objetivos.
    Todo site, particularmente um tão grande e complexo como sdb.org, tem sua própria estória. Parte desta estória foi o desenvolvimento gradual da ANS em sua própria dinâmica, com o seu próprio site. Somos dois lados de uma mesma moeda; abra um e você terá acesso ao outro, mas um não cumpre a função do outro, mas se você quiser ver a imagem toda, você precisa de ambos. Isto faz parte de nossa dupla singularidade como portal e agência de notícias, e nos estamos satisfeitos com esse aspecto da nossa complexidade.
    Paradoxalmente, para toda esta conversa de complexidade, sdb.org 2.0 é incrivelmente menos complexo. Atualmente, o termo ‘Web 2.0’ é aplicado a tudo o que é supostamente novo na rede e não nos ajuda a melhor compreender esta terminologia por este motivo. Muito melhor neste sentido seria mencionar que temos reescrito sdb.org em PHP para aqueles que sabem o que isto significa, e estamos reestruturando nossas páginas em HTML5 para aqueles que entendem esta linguagem. Para aqueles que não sabem e sinceramente não tem a pretensão de saber, mas que querem apenas um site melhor (independente do que isto significa!), apenas acredite em nós. O novo site faz as tarefas antigas e novas muito mais fáceis, faz o site ficar mais claramente estruturado e aberto a novas possibilidades.
    Com o novo site sdb.org 2.0 você será capaz de escolher suas próprias cores, eliminar inteiramente aquele campo ‘eu não gosto de vermelho’! De fato, na página inicial você será capaz de escolher seus próprios aplicativos e funções, além de eliminar aquelas que você não quiser – ou mudar de ideia mais tarde.
    O seu login (se estiver registrado) permitirá o acesso simples aos documentos que você precisa. E, assim como Dom Bosco, você será capaz de se debruçar sobre os mapas do mundo inteiro e eles se tornaram um ícone de seu interesse global, assim também, graças à tecnologia apropriada, você terá uma visão de anjo de sua casa provincial e (para o momento em que você precisar saber onde ela está localizada, e eventualmente vamos ajudá-lo) a sua comunidade!
    AGORA, com suas inexploradas possibilidades de trabalho em grupo, vai usar o mesmo login de acesso. Os vídeos que você postar no Youtube também poderão ser postados conosco – seguindo obviamente as regras de restrição. No mais, a estrutura e os conteúdos serão bem familiares. Você vai continuar se sentindo ‘em casa’.