Conselho Recursos

Newsletter - junho 2012

Você está recebendo este boletim porque é o Delegado, ou o ponto de referência, da Comunicação Social 
Você tem algum problema lendo este correio eletrónico?Examine-o em seu browser..

SSCS

Boletim n. 34.   junho de 2012

Uma olhada
Noticias breves

Chile - Educar à maternidade

mother

A área de Comunicação, da Inspetoria salesiana do Chile, em colaboração com o centro multimídia ‘Caetera Tolle’, lançou uma nova produção audiovisual, dedicada às jovens mães e a um programa já atuado faz mais de dez anos nas cidades de Santiago e Arica, pela Associação Damas Salesianas. O projeto assiste as adolescentes grávidas nas várias fases da gestação, do nascimento, do cuidado aos filhos até os primeiros seis meses de vida do recém-nascido.
     Para testemunhar o trabalho salesiano relativamente aos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio – que convidam, entre outras coisas, a reduzir a mortalidade infantil e a melhorar a saúde materna – a Equipe Milênio, coordenada pela Área de Comunicações da Inspetoria, produziu um vídeo que mostra o trabalho feito por profissionais e voluntárias da Associação Damas Salesianas com as adolescentes grávidas, nos municípios de La Pintana e La Florida, na área de um programa que atualmente goza também do apoio do Serviço Nacional da Mulher, do Chile.
     O programa das Damas Salesianas se chama “Emprende Mamá” e é uma atividade complementar das políticas públicas de proteção à infância. Sua finalidade é desenvolver o potencial das jovens ao exercício da maternidade, entendida como valor social. O processo de acompanhamento inicia no quarto mês de gestação e prossegue depois até ao nascimento e aos primeiros meses de maternidade. O trabalho com as adolescentes se desenvolve por um ano consecutivo na mesma cidade e se faz em laboratórios cedidos por obstetras, assistentes sociais, psicólogos, animadoras e voluntárias.
      O programa conta com o reconhecimento de várias instituições governativas; e um dos mais significativos foi a inserção de “Emprende Mamá” nas políticas públicas nacionais através do programa “O Chile cresce contigo”.
     A Procuradoria Missionária de Turim colabora com a Área das Comunicações da Inspetoria através do financiamento de produtos audiovisuais que documentam a elaboração de programas de desenvolvimento, realizados no mundo salesiano inerentes aos Objetivos do Milênio. A Equipe Milênio já está trabalhando em duas novas produções, uma sobre a proteção ao meio ambiente e outra sobre o trabalho social, educativo, evangelizador, desenvolvido pela Comunidade Salesiana na zona “Porvenir”, de Punta Arenas.   

Peru - 1º Aniversário da Rádio Dom Bosco com música jovem

rdb

Depois No dia 21 de maio, a Rádio Dom Bosco Peru completou um ano de vida. O que fora pensado num pequeno oratório é hoje uma ‘web rádio’, ouvida por milhares de jovens em todos os continentes do Planeta, através da web e das redes sociais. O P. Augusto Sakihama SDB e o Sr. Abel Camesasca, especialista em comunicação, reforçaram essa presença, desenvolvendo a idéia de ‘pátio virtual’.
     As origens da Rádio Dom Bosco remontam ao Oratório ‘San Juan Bosco del Agostino”, onde um grupo de pós-noviços e leigos empenhados, através dos altofalantes, animavam as tardes dos jovens: o volume era tão grande que se podia ouvir perfeitamente nas mesmas casas circunstantes.
     Sucessivamente o P. Sakihama e o Sr. Camesasca começaram a pensar em como repetir a experiência realizada num só oratório também nos outros, de forma integrada, sob o conceito de ‘pátio virtual’. Foi assim, sob a coordenação do Centro Salesiano para as Comunicações, que em 21 de maio de 2011, na abertura do tríduo da Festa de Maria Auxiliadora, foi lançada a “Rádio Dom Bosco Peru”, na web.
     Da rádio se ocupam principalmente alguns jovens ex-alunos: as pessoas que acompanham os seus programas são milhares, espalhadas pelos cinco continentes. Com muita frequência as suas transmissões são retransmitidas a outros oratórios salesianos e, nas horas de recreio, também nos institutos salesianos de várias nações.

Brasil - Seminário Nacional de Jovens Comunicadores

Brazil

De 18 a 20 de maio, realizou-se em Brasília-DF o Seminário Nacional de Jovens Comunicadores, promovido pelas Comissões Episcopais para a Juventude e para a Comunicação, da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). O encontro visava formar os jovens profissionais da mídia e contou com a participação de vários representantes da presença salesiana no Brasil.
Presentes uma média 200 participantes vindos de diversas regiões do país. O tema geral foi: ‘Jovens Católicos: Comunicação que transforma vidas’. Teve como objetivo trabalhar a formação dos jovens profissionais de comunicação ou que atuam na área a partir de uma espiritualidade baseada nos valores cristãos e no seguimento de Jesus Cristo. Também gerou a possibilidade de intercâmbio entre esses jovens e engajamento na comunicação da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), de julho de 2013. Além de o encontro ter sido realizado em duas casas salesianas vizinhas (Colégio Maria Auxiliadora (FMA) e Colégio Dom Bosco (SDB), havia vários jovens ligados a presenças salesianas no Brasil.
Na abertura feita na noite de 18 foi comentada a mensagem do Papa para o Dia mundial das Comunicações “Silêncio e Palavra: Caminho de evangelização" e de como a comunicação pode mudar a vida. Dom Eduardo Pinheiro SDB, por exemplo, falou da responsabilidade dos jovens comunicadores pela nova evangelização e fez um apelo: "A grande responsabilidade de vocês não é só ‘como’ comunicar melhor, como transmitir a fé, os valores... É muito maior! É ajudar a Igreja e a sociedade a compreender melhor o que se passa na cultura juvenil, permeada pela cultura midiática”.
Já no dia 19, também o Cardeal Dom Claudio Maria Celli participou, através de videoconferência, falando da capacidade natural, quase “genética”, do brasileiro de saber acolher, mas deixou clara a importância do testemunho: "Eu sei que os Jovens do mundo vão receber acolhida fraterna; mas me parece que vocês devem oferecer algo mais: oferecer um testemunho de vida cristã muito forte e profundamente vivida. Os amigos que vêm de todo mundo, olhando para vocês vejam que são discípulos de Jesus. Esta será a grande comunicação que vocês deverão oferecer aos jovens de todo mundo que irão para Jornada Mundial da Juventude”.
Ainda nessa manhã de sábado, 19, foi a vez de o P. Antonio Spadaro SJ, Professor da Gregoriana, de Roma, começar sua intervenção dizendo logo de saída que traria mais perguntas que respostas. Referindo-se à internete, disse: “A Internete já não é um instrumento; é um ambiente, parte integrante de nossa vida cotidiana”. Por isso, “o verdadeiro desafio da Igreja não é ‘usar’ bem a rede, mas viver bem na rede; viver a rede como num ambiente de vida”. E se também estamos em rede, uma parte de nossa vida é digital, uma parte de nossa vida de fé também é digital: ela é um lugar onde se vive a fé.
Mais adiante tratou da capacidade de doar, no sentido cristão de criar relação, e passar – um desafio! - da conexão à comunhão: “Não basta estar conectado para estar em comunhão” – disse. É preciso perceber a rede como lugar onde a comunhão é possível. Finalizou colocando as capacidades de testemunhar, pensar juntos, estar juntos. Sobre o primeiro, observou: “... evangelizar não significa transmitir mensagens de fé ou inserir conteúdo religioso”. É necessário autenticidade de vida, testemunhando com coerência seus valores e escolhas: “Somente encarnando o Evangelho é que se evangeliza”.
No domingo, a Ir. Élide Folgolari, assessora da Comissão para a Comunicação da CNBB, coordenou a organização dos grupos de interatividade, numa nova divisão, de acordo com sua área de formação ou campo de atuação, onde os participantes foram estimulados a partilhar “como comunicar a vida cristã no exercício de sua profissão”. Em todos os relatos, a palavra-chave que emergiu de todas as intervenções foi: «testemunho».
Sucessivamente a Comissão para a Juventude apresentou os projetos e as atividades empreendidas, pondo em evidência o sítio www.jovensconectados.org.br, operativo há já um ano e que serve para motivar e animar a juventude em vista da JMJ de 2013.

Enviar a un amigo

¿Cónoces a alguien que podría estar interesado en este e-mail? ¿Por qué no se lo reenviás?

Reuniões

Guadalajara-México: SC Delegados, América. 04-07 agosto em Guadalajara, e 7-09 agosto na Cidade do México.

     
Animação - Carta do P. Filiberto
Fili

Caríssimos Irmãos e amigos da CS, todos os anos, de maio a outubro, o Dicastério e os Delegados Inspetoriais para CS se empenham intensamente pela edição, promoção, produção e distribuição da Revista anual Salesianos.
A Revista, desejada pelo Reitor Maior para divulgar boas notícias e mostrar a imagem ampla e viva da Congregação, verá neste ano a sua 4ª edição sob a dupla ameaça da crise econômica e da baixa promoção. Mas estamos certos de vencer a ambas, quer abaixando os preços, quer fazendo uma promoção capilar em cada Inspetoria através do Delegado inspetorial da CS.
     O projeto editorial da Revista programou acompanhar, desde este ano até 2016, o processo de preparação e celebração do Bicentenário do Nascimento de Dom Bosco, tendo como fio condutor: para 2013, Dom Bosco na história; para 2014, a sua pedagogia; para 2015, a sua espiritualidade; e, para 2016, a repercussão internacional do processo e da celebração.
     Como podem ver, a Revista dos próximos quatro anos constituirá, por um lado, realmente um notável auxílio às Inspetorias. Mas é necessário, por outro, que uma robusta promoção faça parte do seu anual Projeto de CS. O Dicastério confia-se assim à sua capacidade de ação capilar, em todas as presenças, mesmo porque a revista, como todos afirmam, realmente merece: quanto maior for o pedido de exemplares feito por uma Inspetoria, tanto menor será o preço por exemplar da revista, possibilitando a difusão de um maior número de mensagens.
     Continue-se a fazer promoção para avolumar os pedidos: espero receber, não depois deste mês de junho, estes seus pedidos. Usem-se todos os meios de comunicação necessários para “vender a ideia e o produto” a cada um dos diretores das presenças de sua Inspetoria. Toda presença tem muitíssimas pessoas a quem agradecer e às quais também fazer ver o bem que opera a Congregação, ano após ano, em todo o mundo. Há, ao mesmo tempo, muita gente a quem fazer conhecer esse bem, para envolvê-la no vasto Movimento sonhado por Dom Bosco em favor dos  jovens. Para o povo de hoje, o que se não vê, não existe.
A minha oração por Vocês, pelas suas comunidades e pelo seu trabalho. Saúdam-nos comigo os membros da Equipe da CS do Dicastério.
P. Filiberto González,
Conselheiro para a comunicação social.

Informação : atualizações

Congratulações  à Inspetoria irlandesa pelo completamente novo site.

E também parabenizamos os prenoviços da Inspetoria de Kolkata, India, que com apenas um computador com conexão de internet ( do assistente )...  apresentam suas histórias aproveitando o tempo quando há energia elétrica durante o dia.. no único computador que eles podem acessar.
Existirão com certeza  outros novos websites, mas estes são os que recentemente foram notificados por nós.

NOVOS DELEGADOS
     * Colombia Medellin (COM):
Sra. Claudia Lucía Salazar Hoyos
comunicaciones@salesianosmedellin.org
     * Índia: Delegado Nacional
P. Antony Earatha (DB Nitika, Kolkata INC)
ejantony@gmail.com
     * Filipinas do Sul (FIS):
P. Randy Figuracion.
ranzfigu@yahoo.com

Formação: na vida consagrada
Click

Formação na vida consagrada: desafios e oportunidades.
Mudanças sócio-culturais
Entre as mudanças desencadeadas pelo advento do digital, nós vamos nos deter em duas características significativas de hoje:  a grande velocidade e difusão das inovações tecnológicas. A chave para interpretar e gerir esta mudança social pode ser encontrada na “alfabetização” digital, ou seja, na difusão da necessidade de entendimento para o uso dos sistemas digitais. Existe uma overdose de conhecimento, uma superabundância de informação circulando na web. Em última análise, esta “sobrecarga cognitiva” deve ser enfrentada através da formação para uo uso criativo e crítico da informação.
Gerenciando as mudanças
Da velocidade das transformações, que geram um senso de “tempo acelerado”, emerge a necessidade de tomadas de decisões rápidas. Qualquer atraso na intervenção é acompanhada por uma perda de capacidade de gerenciamento. E da invasiva disseminação surge uma necessidade de um complexo de intervenções em várias áreas da sociedade. As mudanças se tornaram uma questão antropológica, dando vida a uma nova forma de socialização, e é em parte uma forma de gerenciar a comunicação e as relações interpessoais.
     As linguagens digitais (por exemplo, hipertexto) transformam as estruturas do pensamento e produzem  mudanças relativas ao modo como adquirimos conhecimentos e os expressamos, especialmente quando se trata do nativos digitais, uma ‘especie humana’ cada vez mais aparente e marcada pelo crescimento e imersão num ambiente telemático... seus organização de seus conhecimentos não tem mais um modo linear.
     Nós precisamos educar os nativos digitais, especialmente, para ter a coragem de desconectar, um gesto que ajuda a reflexão interior propiciando uma ‘nova entrada’, de maneira que isto passe ser parte também da subjetividade indivual deles. A oportunidade de momentos prazerosos  e lugares para silêncio,  a oportunidade de permiti-los que saboreiem mais de uma vez o gentil, os ritmos lentos da vida,  não deve ser um luxo de poucos, mas um direito garantido para todos.
     Toda comunicação autêntica cresce e amadurece no encontro pessoal, seguindo a requintada lógica do diálogo e o gentil encorajamento das ideias. Em termos práticos, o desafio é agora a habilidade de passar, da conexão para comunhão, para uma genuína e vital integração entre o espaço digital  e o contato humano.

Produção: Coleta de dados online
data

Parece haver uma nova área de produção crescendo de maneira firme dentro dos cículos salesianos, e indubitavelmente  a chegada do CG27, com suas próprias necessidades de precisão,  ampla coletânea de dados e subsequente interpretação, irá estimular ainda mais os esforços neste sentido. Nós nos referimos à colheita, e , em seguida, a apresentação do apropriado “Salesian data online”  (dados salesiano online). 
A congregação, inspetorias, setores particulares de atividades estão se transportando  da coleta de dados em papel para online. Esta mudança é inevitável, dado o desenvolvimento na mesma área em todos os níveis tanto de instituições governamentais e privadas. 
Seria de grande ajuda neste estágio, para os delegados da comunicação social em nível inspetorial  olharem a situação com seguintes  e responder (em mente) os seguintes questionamentos: 
     * Que exemplos de Coleta de dados online e apresentação dos mesmos você está consciente na sua inspetoria e seus vários setores e atividades?

     * Se existe algo sendo feito, como está sendo feito? Com software comercial ou desenvolvimento com a equipe interna?
     *Você, delegado CS, está consciente de que o dicastério da CS iniciou uma coleta própria de dados online ? Se você pode entrar e preencher , você tem feito isto recentemente, especialmente se alguns dados necessitam atualização? Ou, se ainda não está habilitado para preenchê-lo (porque não tem permissão para), já está registrado no sdb.org?
     Estes são apenas pontos iniciais. Com o crescimento dos bancos de dados salesianos, outras questões emergem. Maioria dos websites de hoje tem uma banco de dados por trás. Isto seria bom, obviamente, se estes dados pudessem de alguma maneira estarem conectados  para serem fornecidos de forma unida para ‘Salesian data online’. Isto é possível, as orientações são as seguintes, conhecidas como: 
Teste 5 estrelas
a ideia é adquirie estas 5 estreas. Maioria das vezes nossos arquivos de dados tem apenas 2 estrelas.
     * tornar  dados disponíveis na web
     **tornar os dadoso disponíveis como estrutura de dados (por exemplo, “spreadsheet” ao invés de imagem escaneada da tabela)
     *** format não proprietário (exemplo: csv ao invés de excel)
     **** usar URLs para identificar coisas, então
     ***** vincular os seus dados para dados de outras pessoas para fornecer contexto
Se os dados preenchem estas 5 estrelas:
Como um usuário:
     * Pessoas podem descobrir mais dados (corelatos) enquanto estão consumindo os dados.
     * Pessoas podem aprender diretamente sobre o esquema de dados.
Como editor de dados:
     * Você pode precisar de investir tempo e esforço para vincular os dados a outros dados na web.
     * Você faz os seus dados de descoberta
     * Você aumenta o valor dos seus dados.
--------------------------------------------------------------
Você quer preparar um banner para sdb.org? Você pode se preparar para um dia de festa próxima, ou para o tema da Estréias, ou outros .... dimensões 570x165 px.