Conselho Recursos

Newsletter - março 2012

SSCS News

Voc est recebendo este boletim porque o Delegado, ou o ponto de referncia, da Comunicao Social 

Voc tem algum problema lendo este correio eletrnico?Examine-o em seu browser.

SSCS


Boletim n. 31.                                          maro de 2012


Animao - Carta do P. Filiberto e do P. Klement

Fili


C
arssimos Irmos e amigos da CS,


ANS j informou oportunamente que neste ms tivemos dois encontros internacionais de CS: o das Editoras Salesianas da Europa, feito em Roma, e o das Empresas Multimdia da Europa, em Ostrava, Repblica Tcheca. Esses encontros esto a nos preparar para os prximos, que se faro no Chile, no ms de abril.
     Segundo o jornal espanhol EL PAIS, depois de 35 sculos, o livro vive a sua quinta transformao ao converter-se em eletrnico (na sequncia: tabuleta de terracota, rolo de papiro, cdice, livro impresso nascido de Gutenberg) e enfrenta um big-bang tecnolgico, impelido por um espetacular cenrio competitivo. Afirma alm disso que os produtos de CS devem enfrentar quatro crises convergentes: a econmica, a trabalhista, a mudana digital, a presena de novos atores como Amazon.
      Conscientes de tal realidade globalizada, chegamos, nos encontros, s seguintes concluses: a CS est no centro da Misso Salesiana e se integra com os demais setores da Inspetoria; a evangelizao e a educao dos jovens, das suas famlias e dos educadores, motivaro as nossas decises e atividades; superaremos o individualismo, o regionalismo e a fragmentao com a colaborao, a sinergia e a unidade; investiremos, para subsistir, na formao e atualizao do pessoal salesiano e leigo; enfrentaremos as crises com inteligncia e esperana, como oportunidades, no s como ameaas; optaremos sempre pela qualidade dos nossos processos e produtos, e pelo profissionalismo, transparncia, solidariedade das nossas empresas; proporemos polticas inspetoriais que favoream no s pertena e participao mas tambm promoo de processos, de empresas e de produo de CS.
     Agradeo com estas linhas aos Inspetores e Delegados pela presena positiva nos encontros e os convido a aprofundar, socializar e aplicar-lhes os resultados. Uma cordial saudao, minha e dos membros do Dicastrio.

Para todos e cada um, a minha prece!

P. Filiberto Gonzlez, Conselheiro para a comunicao social.

Informao: Carisma no estado de traduo

translation

"Translation, properly understood, is a special case of the arc of communication....[and] inside or between languages, human communication equals translation" .  George Steiner, After Babel: Aspects of Language and Translation (Oxford University Press, 1975):

Traduo uma misso e um ministrio
Duas figuras de destaque na religio no mundo de hoje promovem a ideia que traduo uma misso divina. Esta viso compartilhada por Lammin Sanneh (Gambian nasceu mulumano, agora professor de Misses, Cristianiade mundial e Histria na Escola de divindade Yale, a um catlico praticante), e Andrew Walls OBE (Esccia), que acreditam que a Encarnao foi um ato de traduo. O Cristianismo uma religio traduzida e tem sido um impulso para traduo atravs da histria a maioria das lnguas tem gramticas e dicionrios por causa do trabalho de missionrios cristos.
     Qualquer um que conhea um pouco sobre as misses salesianas e os missionrios ao redor do mundo h mais de 135 anos conhece que apesar de sermos os atrasadinhos, ou melhor, uns dos mais novos na histria das misses crists, a  contribuio dada para linguagens e culturas tem sido notvel. Pensem, por exemplo nas tribos dos Vales do nordeste indiano, os Shuar do Equador, Achuar do Peru, os Xavantes no Brasil, apenas para comear.
     Ento, tradutores, sintam-se orgulhosos! Vocs so uma metfora da misso, um ministrio e talvez a congregao e talvez poderia abordar a questo a partir desta perspectiva mais do que de qualquer outra emergncia do dia a dia.

Traduo uma atividade profissional
Traduo uma atividade profissional devido aos graus de competncia, de conhecimento, de experiencia que se exige, assim como sua necessidade de adeso a normas profissionais. Quase todos os textos que traduzem o carisma salesiano hoje so textos abertos, disponibilizados a todos que se interessem, e provavelmente aparecem no formato digital. Isto apenas refora o fato de que nossas tradues devem respeitar as normas da lingua e da sociedade.
     A cada ano, tradutores de todas as crenas (ou nenhuma) celebram o Dia Mundial dos Tradutores em 30 de setembro. Isto acontece tambm por ser a memria de So Jernimo, considerado o santo patrono dos tradutores.

A Traduo essencial para a nfase atual da Congregao
O reitor-mor, na sua recente carta sobre a inculturao (ACG 411) afirma citando Joo Paulo II: no h salvao sem encarnao, nem encarnao sem inculturao.  Afirmar, portanto o papel natural missionrio da Igreja significa testemunhar essencialmente que a tarefa da inculturao, como difuso ntegra do evangelho e sua conseguinte traduo em pensamento e vida ainda continua hoje e constitui o corao, o o significado e o mbito da nova evangelizao. Isto, contudo, no contexto da carta sobre a inculturao do carisma salesiano.
     Em um nvel prtico, simplesmente no h duvidas: os textos fundamentais do Carisma salesiano, da maioria dos sites salesianos, as reunies internacionais da Famlia Salesiana.. precisam de traduo e interpretao, e esta necessidade vem aumentando. No entanto, corre-se o risco de ser algo desenvolvido de forma casual, estressante, e baseado mais na emergncia do que num bom planejamento.

Tradutores no mundo salesiano
Devido ao foco  na atividade missionria na congregao, h certas regies (por exemplo Amrica Cone-sul, sia Sul) onde a necessidade traduo e as respostas tem sido eminentes. H uma nova conscincia agora na regio frica-Madagascar e de fato esta ltima est proporcionando a congregao boa parte da traduo francesa, de modo organizado. Assim, reforamos que a traduo algo importante e significativo para a inculturao do carisma, e no temos mais desculpas para deixar de fazer a coisa bem feita.

Tpicos possveis para os tradutores levarem em considerao:
(no h nenhuma ordem  especial)

  • Por que os tradutores salesianos ( que pode, em muitos casos, ser uma pessoa leiga) seria uma pea chave na congregao hoje?
  • Os tradutores como mediador inter-cultural
  • - organizar uma base de dados do que foi conseguido (textos importantes, linguagens) em sua regio
  • Perceber as necessidades (de traduo) da congregao tendo em vista a preparao do Bicentenrio
  • Qual o papel desempenhado pelo tradutor no tocante a preparao e recepo de novos missionaries (estudo do idioma, preparao, experincia etc)?
  • As diferenas entre ser tradutor e ser interprete, as habilidades envolvidas
  • Ajudas disponveis: termobase e similares
  • Traduo na era tecnolgica: utilidade ou no do Google, mecanismos de traduo, memrias de traduo.
  • Compartilhar nossa experincia de ajuda congregao e de uns aos outros.

Formao: SSCS, a gesto dos recursos lingusticos e da traduo


SSCS
117.

A gesto dos recursos lingusticos e da traduo deve levar em considerao:

     A salvaguarda da terminologia salesiana quer internamente, quer externamente; o cuidado de uma traduo fiel e compreensiva das mensagens do Reitor Mor e seu Conselho, dos outros organismos de animao-formao e informao. Por fiel entende-se fidelidade linguagem e ao contexto original, de tal forma, todavia, que favorea a compreenso dos leitores em seu contexto cultural; a promoo de modelos teis para os textos editados pela Direo Geral.

118.

     O DCS cuida da gesto do patrimnio documental da Congregao em colaborao com o Arquivo Salesiano Central por meio da digitalizao dos textos, a memorizao dos textos (TM), etc. O DCS oferece suas competncias e seus conselhos ao Arquivo Salesiano Central e aos outros responsveis pela gesto do patrimnio documento da Congregao.

119.

     O DCS tambm em colaborao com o Secretrio Geral e/ou o Vigrio do Reitor Mor cuida da coordenao do pool dos tradutores e oferece servios em apoio sua tarefa.
 

Produo:  Editoras salesianas europeias


publishing

    Os representantes de 18 casas editoras salesianas de toda a Europa de So Petersburgo, na Rssia, a Sliema em Malta, de Celbridge, na Irlanda, a L'viv na Ucrnia reuniram-se na Casa Geral, de Roma, nos dias 1 a 4 de maro ltimos, para refletir juntos sobre como enfrentar as mudanas da Europa e da cultura global, a fim de continuar na vanguarda do setor apesar da difcil situao econmico-mundial.
     O resultado do encontro foi um renovado empenho e abordagem positiva dos atuais desafios, na convico de que, a partir de Dom Bosco, a Congregao Salesiana olha para a editoria como a um pilar dos seus esforos pela educao e evangelizao.
     As 26 pessoas presentes (includos os membros de Departamento para a Comunicao Social e vrios colaboradores) ouviram com ateno, no primeiro dia de trabalhos, a exposio do Dr. Marco Romano, especialista de LinkedData, que colaborou tambm na Agncia Espacial Europeia. Por sua contribuio, todos os responsveis por editoras salesianas concordaram acerca da importncia de se coligarem num nico, vasto europeu e mundial conjunto de dados pblicos salesianos, que permita uma visibilidade muito maior e considerveis vantagens comerciais.
     Os representantes das casas editoras presentes decidiram dar vida a uma estreita colaborao entre si e prepararam um espao digital protegido dentro do qual especular juntos acerca de projetos e de partilha dos respectivos programas futuros. Foram tomados em considerao tambm temas como a pirataria digital e as estratgias preventivas para super-la. Foram explorados novos horizontes digitais (ulteriores ao tema dos Linked Data) a serem cumpridos atravs dos e-books e aplicaes digitais. Partindo dos empenhos comuns em vista do prximo Bicentenrio de nascimento de Dom Bosco e do Projeto Europa, como caso especial de empenho comum, as casas editoras adotaram estratgias que as envolvero cada vez mais em produtos e projetos comuns.
     O P. Filiberto Gonzlez, Conselheiro Geral para a Comunicao Social, elencou a seguir os principais desafios para a editoria salesiana hoje, vlidos em todo o mundo e que se referem especialmente necessidade de uma mudana de mentalidade: desde o esforo individual at ao trabalho de equipe; desde o pensamento regional at a uma viso continental. O Conselheiro exortou todos a renovarem os recursos humanos, a mirar auto-sustentao, transparncia e solidariedade; e convidou tambm cada editora a iniciar uma clara fase de atualizao tecnolgica, em linha com os tempos de rpido desenvolvimento em que nos encontramos. O P. Gonzlez reconheceu outrossim quo importante seja que cada editora se insira num projeto inspetorial global e que receba por isso um forte suporte da parte da circunscrio salesiana de que faz parte.
     Como resposta a estas solicitaes, os participantes disseram que este encontro foi o melhor de todos aqueles de que se pde antes participar. E que foi de estmulo para enfrentar os desafios futuros.