Conselho Recursos

CS Newsletter pt 2017-02

Você está recebendo este boletim porque é o Delegado, ou o ponto de referência, da Comunicação Social. Você tem algum problema lendo este correio eletrónico? Examine-o em seu browser.

SSCS

Boletim n. 84 fevereiro 2017


Uma olhada
Noticias breves

Espanha – “O meu desejo é que a EDEBÉ continue a tocar o coração das crianças e dos jovens”: celebrando a XXV Edição do Prêmio EDEBÉ

Espanha – “O meu desejo é que a EDEBÉ continue a tocar o coração das crianças e dos jovens”: celebrando a XXV Edição do Prêmio EDEBÉ

Barcelona) – Em26 de janeiro completaram-se 25 anos de existência do Prêmio EDEBÉ para a literatura infanto-juvenil. Desde janeiro de 1993, foram lidas e premiadas numerosas obras, foram descobertos muitos autores debutantes e muitíssimos jovens foram iniciados no prazer da leitura. Para celebrar este grande evento, intervieram ontem em Barcelona o Reitor-Mor dos Salesianos, P. Ángel Fernández Artime, o P. Filiberto González, Conselheiro Geral para a Comunicação Social, o P. Stefano Martoglio, Conselheiro para a Região Mediterrânea, e diversas importantes autoridades espanholas.

O evento registrou, de fato, a presença também do Secretário para a Cultura da Espanha, Dr. Fernando Benzo Sáinz; do Presidente da Generalitat da Catalunha, Hon. Carles Puidgemont; além dos dois Inspetores salesianos da Espanha, P. Cristóbal López Romero (SMX) e P. Juan Carlos Pérez Godoy (SSM), e do Diretor da EDEBÉ, Antonio Garrido.

Participaram da XXV edição do Prêmio EDEBÉ 187 obras na categoria infantil e 116 na categoria juvenil, escritas em Castelhano (258), Catalão (30), Galego (10) e Basco (5). Durante as anteriores 24 edições foram premiadas 30 obras em Castelhano, 13 em Catalão e 4 em Galego. Trata-se de uma magnífica obra a favor das crianças e dos jovens do mundo todo, livros que têm formando não só a mente e a cultura, mas também o espírito dos menores.

Os vencedores são Ricard Ruiz Garzón (Barcelona, 1973), com o romance “La inmortal” (A Imortal), e Francisco Díaz Valladares (Villamanrique de la Condesa – Siviglia, 1950), com o romance “Tras la sombra del brujo” (À sombra do feiticeiro)

“Quero agradecer a todos os que tornaram possível esta história de 25 anos de serviço à cultura – disse o Reitor-Mor. – O meu desejo é que esta contribuição continue. Esta realidade faz parte da nossa identidade, iniciada pelo nosso Dom Bosco. Para a Família Salesiana é muito importante, e a minha presença está aqui para dizer a todos ‘obrigado pelo tão grande trabalho, pelos tantos sacrifícios!’”.

Em seguida, o Reitor-Mor concluiu: “O meu desejo é que a EDEBÉ continue a tocar o coração das crianças e dos jovens”.

link: www.infoans.org/pt/secoes/noticias/item/2561-espanha-o-meu-desejo-e-que-a-edebe-continue-a-tocar-o-c

Enviar a un amigo

Cónoces a alguien que podría estar interesado en este e-mail? ¿Por qué no se lo reenviás?

Reuniões

CEP - Praga: 20-23.04.2017 Publishers na Europa.
UPS / FCS - Roma: 28-29-04.2017 Dias Salesianos de Comunicação para SDB, FMA, FS.

           
Animação
Carta do P. Filiberto

Estimados irmãos e amigos:

Tentando fazer o melhor uso das mensagens que o Reitor-Mor apresenta a Família Salesiana, o Departamento de Comunicação Social dos SDB e da Comunicação Social das FMA, na última reunião bianual realizado em Pisana, chegaram a um acordo sobre como aprofundar o Elenco 2017.

Organizamos-nos em divulgar mensalmente em nossos websites institucionais um parágrafo retirado do Elenco contendo uma palavra-chave do tema. Este parágrafo é um resumo que será acompanhado por um banner e um convite à oração com uma intenção que cada pessoa desenvolva pessoalmente durante o mês em curso.

Estamos confiantes de que o tema e a mensagem deste ano são de grande importância social, e coloca-nos firmemente no caminho traçado pela Igreja com o Papa Francisco em sua carta apostólica "Amoris Laetitia". Na verdade, o Reitor-Mor tomou o tema da família, precisamente para ajudar a Família Salesiana a caminhar com a Igreja.

Convido-os, portanto, a fazer uma grande comunidade online, para formar um grupo unido e sólido entre SDB e FMA colocando mensalmnete este banner, com o resumo e a intenção desejada, em todos os locais da Inspetoria e locais pertencentes à Congregação, enquanto as FMA farão com o Instituto. Que todos possam manter sempre em mente o tema da família e fazer continuamente reflexões e orações bem profundas, tornado-nos um fermento capaz de transformar e influênciar a cultura em favor da família.

Vocês podem divulgar este material mensalmente a partir de março na www.sdb.org, www.infoans.org e www.cgfmanet.org. Esta colaboração em sinergia também servirá como preparação para o Encontro Internacional da Juventude e Família, que se realizará em Madrid no final de novembro deste ano.

Desta vez, não só saúdo todos os membros do Dicasterio, mas também aos colaboradores da Comunicação Social das FMA.

Com afeto, em Dom Bosco:
P. Filiberto González.

email: webmaster@sdb.org

Informação:
Bolívia – Rádio “Sariri”: Vinte e cinco anos e uma voz que não se extingue
Bolívia – Rádio “Sariri”: Vinte e cinco anos e uma voz que não se extingue

Escoma) – A Inspetoria da Bolívia foi desde há muitos anos uma das presenças mais ativas no mundo da rádio. É indubitável que não havia outra opção senão enviar às zonas afastadas uma mensagem de esperança, uma mensagem a partir do Evangelho pelas ondas radiais. A emissora nasceu no quinto centenário da chegada do Evangelho, quando pela primeira vez, em 2 de fevereiro de 1992, começou suas emissões em Escoma.

Pelos anos 90, toda a zona rural do planalto de La Paz era incomunicável. Não havia nenhum meio de comunicação e as pessoas viviam completamente desinformadas. “Só escutávamos rádios peruanas porque a Província se encontra na fronteira entre do Peru e Bolívia. Por isso, diante da necessidade de oferecer um serviço à população, os Salesianos PP. Dino Oselladore e Miguel Ángel Aimar iniciaram o que hoje é a denominada Rádio Sariri”, comentou Ramiro Carlo, jornalista da rádio “Sariri”. ...
link: www.infoans.org/pt/secoes/noticias/item/2724-bolivia-radio-sariri-vinte-e-cinco-anos-e-uma-voz-que-n

Produção:
RMG – ‘Somos uma grande família’: novo Mapa dos Salesianos no Mundo
RMG – ‘Somos uma grande família’: novo Mapa dos Salesianos no Mundo

Roma) – Em muitas comunidades, escolas, paróquias salesianas, os Jovens e Leigos que colaboram na missão salesiana nem sempre têm a consciência global de formarem realmente parte de uma “comunidades mundial” – como dizem as Constituições SDB, em seu artigo 59. Um dos sinais mais visíveis dessa Comunhão salesiana global é um simples mapa geográfico mundial, que apresenta todas as circunscrições salesianas espalhadas por 132 nações. Normalmente, passados dois anos, oferece-se novamente a possibilidade de imprimir uma versão atualizada, com as mais recentes estatísticas de cada Inspetoria, Visitadoria, Circunscrição Especial, Delegação. ...
link: www.infoans.org/pt/secoes/noticias/item/2683-rmg-somos-uma-grande-familia-novo-mapa-dos-salesianos-n

Produção:
Vaticano – Exibição do filme “I 26 martiri del Giappone”
Vaticano – Exibição do filme “I 26 martiri del Giappone”

Cidade do Vaticano) – Não só “Silence”. Depois da apresentação em pré-estréia do último longa-metragem de Martin Scorsese, no Vaticano, voltam a ser recontadas as histórias de evangelização, e de martírio, dos primeiros missionários no Japão. A ocasião se dará pelo visionamento, dia 6 de fevereiro próximo, segunda, Memória litúrgica dos Mártires japoneses, do filme “I 26 martiri del Giappone”, recentemente recuperado no Arquivo audiovisual da Congregação Salesiana.

O filme foi produzido em 1931 pelo estúdio japonês Nikkatsu, graças também ao suporte financeiro de uma personalidade do mundo católico nipônico, Masaju Hirayama, avô de Takaaki Hirayama, futuro Bispo de Oita.

O enredo, com amplas elipses típicas do cinema mudo, ambienta-se no ano de 1597, e raconta o final de uma experiência da primeira evangelização do Japão, iniciada em 1549 pelo jesuíta Francisco Xavier. O filme se abre com o desembarque no Japão do franciscano espanhol Pedro Bautista, enviado pelo Governador das Filipinas, e se fecha – depois da decisão do governo imperial de pôr fim às conversões e perseguir os católicos – com o martírio de seis franciscanos, três jesuítas, 17 terciários, inclusive quatro crianças.

O Diretor do filme, Tomiyasu Ikeda, encena com grande vigor dramático o terremoto, o calvário dos perseguidos, a crucifixão final que, a par do testemunho de fé dos missionários, mostra – em clara referência evangélica – a dor de uma mãe perante o martírio do próprio filho.
link: www.infoans.org/pt/secoes/noticias/item/2604-vaticano-exibicao-do-filme-i-26-martiri-del-giappone

Noticias breves