Conselho Recursos

Encontro conjunto Formação e Pastoral Juvenil

ORIENTAÇÕES - CARTAS

Encontro conjunto das Comissões regionais

Revisão da formação intelectual nas fases formativas e nos centros de estudo

logo

DIREÇÃO GERAL OBRAS DOM BOSCO
Via della Pisana, 1111 – 00163 ROMA

O Conselheiro geral para a Formação
O Conselheiro geral para a Pastoral Juvenil

Roma, 15 de junho de 2009
Prot. 09/0634


Ao Reverendo
Delegados inspetoriais para a Formação
Delegados inspetoriais para a Pastoral Juvenil
Em sua Sede

Para conhecimento
Ao Reverendo
Padre Inspetor
Em sua Sede

Objeto: Encontro conjunto das Comissões regionais de formação e de pastoral juvenil

Caríssimos Delegados inspetoriais,

Dirigimos primeiramente uma saudação cordial a todos, na esperança de que estejam bem e que também esteja caminhando bem o trabalho formativo e pastoral de vocês.

Desde abril de 2006 os Dicastérios para a Formação e para a Pastoral Juvenil iniciaram uma caminhada de confronto e colaboração, particularmente quanto à animação vocacional. Agora, como já sabem, continuaremos a caminhada feita em 2009 ou em 2010 com o encontro conjunto das Comissões regionais de formação e de pastoral juvenil.

Escrevemos agora para apresentar-lhes as finalidades do encontro, o trabalho de preparação prévia a realizar nas Inspetorias e o programa do encontro.

1. Finalidade do encontro conjunto das Comissões regionais

Primeiramente queremos, com este encontro, reforçar a caminhada, iniciada há três anos, de confronto, reflexão comum, colaboração entre formação e pastoral juvenil em nível inspetorial, regional e central. Essa opção resultou válida e proveitosa.

Além disso, "juntos", queremos tomar em consideração o terceiro núcleo do CG26 sobre a "necessidade de convocar" para estudar os objetivos a propor, os processos a ativar e as experiências a iniciar em nível inspetorial, com a finalidade de garantir a sua aplicação. De fato, o tema da animação vocacional e do cuidado com os candidatos à vida consagrada salesiana tem algumas implicações tanto pastorais quanto formativas, que precisam de uma aproximação e de uma metodologia comuns.

Queremos, ainda, oferecer a oportunidade de conhecimento e intercâmbio das boas práticas de animação vocacional e das experiências válidas de aspirantado; aquilo que se vai realizando nas Inspetorias apresenta atualmente um panorama interessante a interpretar e avaliar.

No encontro, enfim, poderão surgir novos caminhos de colaboração a realizar no futuro. O tema em discussão exigirá, por si só, ser levado adiante, embora também possam ser abertas outras perspectivas, por exemplo, quanto à formação pastoral e ao acompanhamento pessoal.

2. Trabalho preparatório na Inspetoria

As duas Comissões inspetoriais de formação e de pastoral juvenil reflitam em reuniões conjuntas sobre o terceiro núcleo do CG26 e respondam por escrito às seguintes questões:

1. Como se articula a animação vocacional na Inspetoria, em nível local e inspetorial? Quais as alterações exigidas na animação vocacional pelos pontos do CG26 do terceiro núcleo sobre: "Testemunho como primeira proposta vocacional" e "Vocações para o empenho apostólico"?

2. Quais as experiências de acompanhamento dos candidatos à vida consagrada salesiana que existem na Inspetoria? Quais alterações exigem para o cuidado dos aspirantes e do aspirantado os pontos do CG26 do terceiro núcleo sobre: "Acompanhamento dos candidatos à vida consagrada salesiana" e "As duas formas da vocação consagrada salesiana"?

As respostas sejam formuladas de modo sintético; a resposta a cada questão não deverá superar uma página e meia em formato A4 com caracteres "Times New Roman", corpo 12. As respostas sejam enviadas ao P. Francesco Cereda e ao P. Fabio Attard antes do encontro regional.

3. Programa do encontro das Comissões regionais

O Encontro contará com a participação das Comissões regionais de formação e de pastoral juvenil. Nos lugares onde as Comissões têm um número restrito de participantes ou onde houver necessidade, o Conselheiro regional decidirá sobre o convite também ao animador vocacional inspetorial. São previstos dois dias de trabalho, com a mesma metodologia. O programa detalhado do encontro pode ser visto anexo a esta carta.

O primeiro dia tratará do tema "Animação vocacional"; dar-se-á atenção especial às partes do terceiro núcleo do CG26 sobre: Testemunho como primeira proposta vocacional: 52, 56, 61-64; Vocações para o empenho apostólico: 53, 57, 65-68.

O segundo dia tratará do tema: "Cuidado dos candidatos à vida consagrada salesiana"; dar-se-á atenção às partes do mesmo núcleo sobre: Acompanhamento dos candidatos à vida consagrada salesiana: 54, 58, 69-73; As duas formas da vocação consagrada salesiana: 55, 59, 74-78.

O Reitor-Mor escrevia na carta de convocação do ano de graça na recordação da fundação da Congregação: "Tenhamos a coragem de propor aos jovens a vocação consagrada salesiana! Espero que este sexênio, a partir da ocorrência dos 150 anos de fundação da nossa Sociedade, seja realmente um período de grande fecundidade vocacional". Este encontro regional seja animado pelo mesmo espírito e pela mesma coragem vocacional.

Agradecemos pela atenção. Desejamos a todos um trabalho proveitoso de preparação e também eficaz do encontro regional.

Em Dom Bosco,

P. Francesco Cereda, Conselheiro geral para a formação
P. Fabio Attard, Conselhero geral para a pastoral juvenil