Conselho Recursos

Projeto Inspetorial de Formação

ORIENTAÇÕES - DOCUMENTOS

Projeto inspetorial de formação

DIREZIONE GENERALE OPERE DON BOSCO
Via della Pisana 1111 – 00163 ROMA

O Conselheiro geral para a Formação

Roma, 11 de novembro de 2005.

O Conselheiro geral para a Formação

Roma, 11 de novembro de 2005.

AOS SENHORES
COORDENADORES REGIONAIS DE FORMAÇÃO
DELEGADOS INSPETORIAIS DE FORMAÇÃO
NA PRÓPRIA SEDE

Objeto: Projeto inspetorial de formação

CARÍSSIMOS COORDENADORES E DELEGADOS,

já andamos pela segunda metade do sexênio. Em julho passado, no Conselho geral procedemos à avaliação do Projeto de animação e governo do Reitor-Mor e do Conselho. Olhando para o trabalho já realizado e para o que nos resta por fazer, desejo chamar a vossa atenção para os processos que estão em andamento.

1. Quase todas as Inspetorias terminaram a revisão do Diretório inspetorial - Seção de formação e obtiveram a aprovação do Reitor-Mor e do Conselho geral. O diretório já aparece coerente com a nova Ratio. Algumas Inspetorias, Visitadorias ou Delegações, poucas na verdade, deverão fazer esse trabalho durante o próximo Capítulo Inspetorial.

2. Já estamos por encerrar o processo de Avaliação das comunidades de formação da Congregação. Em algumas Regiões deve ser ainda apresentada a Relação sobre a formação inicial; outras estão enviando as respostas a essa Relação; outras ainda já estão aguardando as concernentes Orientações finais do Reitor-Mor e do Conselho geral sobre isso.

3. Neste período estão chegando ao nosso Dicastério de formação as últimas respostas das Inspetorias acerca da reflexão sobre a realidade da Fragilidade vocacional: foi feito um notável trabalho, que ajudou as Inspetorias a adquirir uma mentalidade de avaliação e discernimento a respeito dos temas formativos. Tais respostas deverão ser estudadas e examinadas no Conselho geral.

4. Nesta parte final do sexênio temos inda um empenho por afrontar, pedido pela Ratio, e que se refere ao processo de elaboração do Projeto inspetorial de formação. Nos próximos dias podereis encontrar no sítio da formação, na página dos documentos, um instrumento de trabalho, que pode facilitar a vossa tarefa. Deseja-se que todas as Inspetorias possam terminar tal Projeto até o dia 31 de dezembro de 2007 .

Durante os anos do após CG25, sobretudo por meio dos Atos do Conselho Geral, debatemos algumas temáticas, quais o cuidado da vocação do Salesiano Coadjutor, as tarefas do Delegado e da Comissão inspetorial de formação, a colaboração interinspetorial, os estudos salesianos.

Pudemos além disso refletir sobre algumas situações, como a da avaliação das comunidades de formação, da fragilidade vocacional e do cuidado para com os candidatos à vida salesiana, o que nos ajudou a compreender a necessidade de uma mudança de metodologia formadora e de uma atenção maior à personalização.

Levando em consideração essas várias contribuições amadurecidas nestes anos passados e os processos que eles encaminharam nas nossas Inspetorias, o trabalho de elaboração do Projeto inspetorial de formação deverá ser mais fácil de fazer.

Agradeço-vos pela inteligência e generosidade que certamente sabereis despender nesse empenho de síntese projetual antes do próximo Capítulo Geral do ano de 2008.

Saúdo-vos cordialmente e vos agradeço pela colaboração. Em Dom Bosco Santo,

P. FRANCESCO CEREDA