Conselho Recursos

Formação missionária dos salesianos de Dom Bosco

DOCUMENTOS DE DICASTERIA PARA FORMAÇÃO

 

1
DIRECÇÃO-GERAL DAS OBRAS DON BOSCO
Via della Pisana 1111 - 00163 Roma

O Conselheiro Geral para as Missões
O Conselheiro Geral para a Formação

Roma, 24 de janeiro de 2013
Prot. 13/0033

no RP

Delegados provinciais da animação missionária
Delegados provinciais da formação

Seus locais

Para o conhecimento
Reverendo
Inspetores
Loro Sedi

Assunto: Formação missionária dos salesianos de Dom Bosco

Caros Delegados

                                nós lhes enviamos estas reflexões e propostas sobre a "Formação Missionária dos Salesianos de Dom Bosco". São fruto do trabalho conjunto dos nossos Setores para missões e formação, após consulta aos respectivos Delegados Provinciais; são fundadas no compromisso que as Constituições confiam ao Conselheiro para as missões relativas à "preparação e atualização específica dos missionários" (Const. 138); foram aprovados pelo Reitor-Mor e pelo Conselho em 23 de janeiro de 2013.

Estamos conscientes da atenção missionária que Dom Bosco desenvolveu gradualmente em sua vida e amadureceu com o envio da primeira expedição missionária em 11 de novembro de 1875 e com as expedições subsequentes. Conhecemos também as "Memórias aos missionários" de Dom Bosco, que o Reitor-Mor, P. Pascual Chavez, adotou em sua carta "A inculturação do carisma salesiano" (ACG 412, Roma, 2011). Em nossos dias, vemos também o compromisso missionário da Congregação, que também está codificada no artigo 6 das Constituições.

 

Essas reflexões e propostas pretendem manter vivo o espírito missionário da Congregação. Em tempos de globalização e migração, precisamos estar abertos à formação intercultural e à pastoral. O compromisso da Igreja com a nova evangelização e com a evangelização ordinária nos pede que continuemos a nos esforçar nas fronteiras da primeira evangelização. A necessidade de estabelecer comunidades internacionais e o projeto Europa é um apelo à mobilidade missionária na Congregação.

Em particular, estas notas propõem um duplo objectivo. Em primeiro lugar, pretendem aumentar a sensibilidade missionária e a capacidade de animação missionária entre os jovens e os leigos de cada confrade; conhecemos o potencial de nossa pastoral dos grupos missionários e do voluntariado missionário, que abrem os jovens a estilos de vida sóbrios e solidários, os comprometem com a causa do evangelho e os questionam sobre a vocação consagrada salesiana.

Em segundo lugar, pretendem propor um itinerário para descobrir, discernir e aprofundar uma verdadeira vocação missionária salesiana. Essa vocação nasce, cresce e se desenvolve como dom de Deus, na esteira do compromisso evangelizador de Jesus e do impulso do Espírito Santo; ao mesmo tempo, encontra condições históricas que exigem nossa cooperação.

Confiamos estas reflexões e propostas aos esforços das Províncias, para que possam dar abundantes frutos "missionários" neste agora iminente Bicentenário do nascimento de Dom Bosco.

Atenciosamente e obrigado pela sua atenção

 

 

2                                                 3

Dom Vaclav Klement Don Francesco Cereda
Conselheiro para as missões Conselheiro para a formação