Dicastérios

Cagliero11 e Intenção Missionária Salesiana - junho 2017

Cagliero11 e Intenção Missionária Salesiana - junho 2017

Intenção missionária ano 2017 | Scarica il file zip

Intencion MisioneraScarica il file zip Cagliero11 Scarica il file zip

JUNHO
INTENÇÃO MISSIONÁRIA SALESIANA
À LUZ DAS INTENÇÕES DE ORAÇÃO DO SANTO PADRE PARA 2017

Pelos Salesianos que trabalham em Regiões de Conflito.

Para que sejam construtores de paz mediante a arma da “educação” e do anúncio do “Príncipe da Paz”.

A presença salesiana atua em muitas regiões do mundo onde existem conflitos bélicos, sociais, políticos, étnicos, religiosos, muitas vezes manipulados por interesses comerciais e mercantis; por interesses que não têm compaixão dos inocentes nem dos mais frágeis. A missão da Família Salesiana nesses contextos é profética, gratuita e construtora de paz, realizando uma tenaz educação à convivência, à dignidade humana, em nome d’Aquele que é “nossa paz”.


N. 102 - Junho de 2017 Boletim de Animação Missionária Salesiana Uma publicação do Setor das Missões para as Comunidades Salesianas e os Amigos das Missões Salesianas Caríssimos Salesianos Missionários e Amigos das Missões Salesianas! Y apacaraí (Paraguai) sediou no mês de março a Visita de Conjunto para a Região (salesiana) Cone Sul. A visita coloriu-se também pela memória fraterna do sangue vermelho derramado pelo Salesiano Missionário P. Rodolfo Lunkenbein. A seu martírio (Merúri – Brasil, 15 de julho de 1976) uniu-se o sangue do moço e fiel colaborador Simão Bororo. 40 anos depois, abre-se o Processo para a Causa de martírio dos dois.

“Rodolfo e Simão, vidas pela vida!”, diz-se no significativo hino composto para a ocasião, canto que já passa a tornar-se popular através das Inspetorias salesianas do América do Sul.

Manter viva a memória missionária dos que nos precederam – e que, com seu suor e sangue, semearam a nova vida em Jesus Cristo, presente no carisma salesiano – é um caminho seguro para manter vivo o espírito missionário na Congregação.

Também eles “ficaram conosco” – como proclama o tema do Dia Missionário Salesiano 2017! Dom Bosco continua a bater à porta do coração de tantos dos seus Filhos jovens, em todos os Continentes, para que estejam prontos a deixar tudo, a ir, a «ficar com eles» ‘ad vitam’: para sempre!


P. Guillermo Basañes, Conselheiro para as Missões Salesianas A América Missionária Salesiana reuniu-se de 23 a 31de abril, em Cachoeira do Campo (na Inspetoria do Brasil-Belo Horizonte (BBH), para encontrar caminhos práticos de viver e proclamar o Primeiro Anúncio (PA) de Jesus Cristo nos diversos setores e ambientes da missão salesiana. 72 entre SDB e FMA de toda a América refletiram sobre o PA à luz: das sínteses dos seminários regionais que se fizeram em todos os Continentes da Congregação; da riqueza do nosso Sistema Preventivo; e das experiências pastorais de PA fora do contexto salesiano. Fizeram-se vários laboratórios buscando decididamente partilhar experiências concretas, refletir sobre critérios e opções operativas para animar as próprias Inspetorias a serem criativamente instrumentos do PA na escola, nos oratórios-centros juvenis, nas paróquias urbanas, nas obras sociais, entre os indígenas, entre crianças e adolescentes periclitantes. Tudo isso se viveu em clima de rica espiritualidade inspirada na reflexão da Palavra de Deus e de fraternidade salesiana. Cada Delegado Inspetorial da Animação Missionária (DIAM) dos SDB e cada Coordenadora da Animação Missionária das FMA programaram o modo de multiplicar na prática o seminário em suas Inspetorias e Nações. Tal como os 72 discípulos do Senhor (v. Lc 10,1), foram os participantes enviados – a toda a América, desde os EUA ao Chile – a levar e a tornar prioritariamente operativo, em todas as presenças salesianas, o jubiloso Anúncio.

Viver e proclamar o Primero Anúncio Intenção Missionária Salesiana A presença salesiana atua em muitas regiões do mundo onde existem conflitos bélicos, sociais, políticos, étnicos, religiosos, muitas vezes manipulados por interesses comerciais e mercantis; por interesses que não têm compaixão dos inocentes nem dos mais frágeis. A missão da Família Salesiana nesses contextos é profética, gratuita e construtora de paz, realizando uma tenaz educação à convivência, à dignidade humana, em nome d’Aquele que é “nossa paz”.

Testemunho de santidade missionária salesiana P. Pierluigi Cameroni SDB, Postulador Geral para as Causas dos Santos
A Serva de Deus Matilde Salem (1904-1961) não levou uma vida conjugal fácil, provada que foi também pelo fato de não poder ter filhos. Amadureceu entretanto, uma maternidade para com os órfãos e os necessitados: “Serão esses os meus filhos para sempre. E também todos aqueles que Deus me fizer encontrar durante a vida”. Trabalhou incansavelmente para que os Salesianos abrissem uma obra em Aleppo (Síria). Atingida por um terrível tumor na idade de 54 anos, fez a maior oferta da vida: “Meu Deus, ofereço a minha vida pela unidade dos cristãos, a santificação dos sacerdotes e a prosperidade da obra salesiana”.

As histórias de missionários sempre me fascinaram. E depois de fazer algumas experiências nas missões da Guatemala (América Central), no pós-noviciado tratei dessa minha inquietude missionária com o meu diretor espiritual, com o confessor e sobretudo com aqueles missionários que um dia tiveram essas mesmas ansiedades e que hoje levam avante o carisma, em nossa Inspetoria. Enquanto isso, rezava perante o tabernáculo ou com o terço na mão, pedindo a Deus que me aclarasse o Seu chamado, me desse a coragem de responder e o amor para torná-lo vida.

A resposta que mais me impactou foi a do P. Checchi. Sorrindo me disse: “Oh meu caro, se já depôs sua vida nas mãos de Deus..., vá saboreando os seus sonhos. Deixe-se guiar, deixe-se levar aos jovens que Ele pensou para Você e ame a Sua voz. Ame o que Ele já pensou para a sua vida. Garanto-lhe que assim, confiando-se a Ele, haverá de ser feliz”.

Alguns coirmãos, logicamente, me diziam: “Pra que partir, se aqui temos tanto pra fazer?”. De fato, há tanto por fazer... Mas é também verdade que a Congregação no mundo é uma só: e os jovens esperam-nos em qualquer lugar; também os Coirmãos. Se a Vinha é de Deus, Ele saberá como distribuir os seus operários. A nós cabe fazer o que nos pede, com o amor que Ele nos dá, no lugar aonde nos envia. Penso também que... se os primeiros salesianos não tivessem arriscado quanto tinham para ir mais além, como teríamos nós conhecido Deus, Dom Bosco, a nossa vocação? Impelido por esse desejo de servir a Deus, pus-me à disposição e em 2015 fui enviado à Albânia e Kosovo. Ali deparei-me com uma realidade totalmente inesperada. Acostumado a pensar nas missões com capelas e igrejas cheias e recheias, nunca imaginei chegar a um povoado, totalmente islâmico, a partilhar a alegria de ser missionário com outros dois coirmãos e apenas 18 católicos...

A primeira dificuldade foi a de renunciar à ideia que tinha das missões e compreender o que Deus me estava doando. Junto com a dificuldade da língua e o meu desconhecimento do islã, vi-me perante um lindo desafio, que só os coirmãos e os jovens me ajudaram a compreender e a aceitar. E quanta alegria descobri em deixar-me surpreender pela presença de Deus nos jovens. As suas perguntas, as nossas discussões, o jeito pelo qual nos pusemos à escuta uns dos outros, são hoje a alegria do meu coração, o meu obrigado a Deus pela vocação missionária. Penso que será sempre assim, que o presente mais belo do ser missionário sejam os jovens e os irmãos.

Creio que o ser missionário faça parte do nosso DNA salesiano: com esse sair para a rua em busca dos jovens, com esse deixar o próprio país por amor de Deus, a nossa vocação se enriquece muito: vive-se em plenitude quando se faz do sonho de Deus o nosso sonho, dos seus jovens os nossos jovens, do seu chamado a nossa vida.Por isso, meu caro, se Deus o quiser missionário, deixe-se guiar por seu amor; e vai aonde os jovens o esperam: asseguro-lhe que haverá maior dos júbilos em sua vida! Giuseppe Liano SDB Guatemalteco, missionário em Albânia - Kosovo Pelos Salesianos que trabalham em Zonas de Conflito Para que sejam construtores de paz mediante a arma da “educação” e do anúncio do “Príncipe da Paz”.

A Alegria de servir a Deus

INIZIO

Intenções Missionárias Salesianas
à luz das Intenções de Oração do Santo Padre para 2017


JANEIRO
POR TODOS OS SALESIANOS
Para que sejam sempre e em todos os lugares homens de Igreja e de unidade.

FEVEREIRO
PELOS SALESIANOS NAS AMÉRICAS
Para que mantenham vivo neles o amor de Jesus pelos jovens pobres.

MARÇO
PELOS SALESIANOS NO ORIENTE MÉDIO
Para que os Salesianos continuem a ser sinais de fé e esperança entre os cristãos perseguidos do Oriente Médio.

ABRIL
PELAS VOCAÇÕES SALESIANAS
Para que cada comunidade salesiana saiba irradiar a alegria do chamado.

MAIO
PELOS SALESIANOS NA ÁFRICA E MADAGASCAR
Para que saibam educar os jovens na dimensão social da caridade sendo profetas misericordiosos de justiça e paz.

JUNHO
PELOS SALESIANOS QUE TRABALHAM EM REGIÕES DE CONFLITO
Para que sejam construtores de paz mediante a arma da “educação” e do anúncio do “Príncipe da Paz”.

JULHO
PELOS SALESIANOS NA EUROPA
Para que o Projeto missionário Europa da Congregação dê fruto abundante.

AGOSTO
PELOS SALESIANOS NA OCEÂNIA
Para que compartilhem com os jovens a beleza da sua vocação.

SETEMBRO
PELA 148ª EXPEDIÇÃO MISSIONÁRIA
Para que cada Salesiano seja missionário segundo o coração de Dom Bosco.

OUTUBRO
PELOS SALESIANOS NOS CENTROS DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL
Para que os Centros de Formação Profissional continuem a ser escolas de desenvolvimento e humanismo cristão no mundo do trabalho.

NOVEMBRO
PELOS SALESIANOS NA ÁSIA
Para que sejam artífices de comunhão na diversidade.

DEZEMBRO
PELOS SALESIANOS IDOSOS E ENFERMOS
Para que continuem a irradiar a alegria do chamado e sejam intercessores de abundantes graças de Deus para a missão salesiana.