Dicastérios

Fórum SYMDONBOSCO – JMJ Cracóvia 2016

FÓRUM SYMDONBOSCO – JMJ CRACÓVIA 2016

     

NÓS JOVENES REPRESENTANTES DO MOVIMENTO JUVENIL SALESIANO reunidos em Cracóvia para o fórum symdonbosco, gostaríamos de compartilhar com todas as pessoas de boa-vontade o nosso renovado compromisso de fé. Unidos ao Papa Francisco, neste ANO JUBILAR DA MISERICÓRDIA, estamos determinados a reforçar as raízes da nossa fé, fundadas no Evangelho de Jesus Cristo. O carisma de Dom Bosco exprime a modalidade com que estas raízes florescem e crescem em nossas vidas.

RECONHOCEMOS OS SINAIS DA MISERICÓRDIA DE DEUS QUE TOCAM CONSTANTEMENTE AS NOSSAS VIDAS.
Experimentamos a misericórdia em nossas famílias e através das pessoas que cuidam amorosamente de nós; quando celebramos os Sacramentos, especialmente a Eucaristia e a Confissão; quando somos ouvidos e recebemos orientação para as nossas vidas; quando vivemos e compartilhamos o nosso caminho com irmãos e irmãs de outras religiões e convicções.
Percebemos a presença abençoada da misericórdia de Deus também quando muitas pessoas nos acompanham com suas orações; quando as pessoas ao nosso redor são pacientes diante dos nossos erros; quando muitas pessoas, de todas as idades, nos acolhem em suas casas e em seus corações.

EMQUANTO RECONHECEMOS TUDO ISSO, OLHAMOS PARA OS DESAFIOS QUE DEVEMOS ENFRENTAR.
Em muitas sociedades nas quais vivemos, sempre mais marcadas pelo individualismo e a secularização, nas quais a busca de sucesso, riqueza e poder é promovida como ideal supremo, somos desafiados a sustentar e testemunhar os valores cristãos do amor, do perdão e da misericórdia.
Estamos cientes de que o apelo a sermos misericordiosos e capazes de perdão é desafiado pelos preconceitos, pelo negativismo, pela injustiça e pelas críticas que recebemos da sociedade em geral, e, às vezes, também dos próprios jovens. A violência, especialmente aquela cometida em nome da religião, enfraquece ainda mais a profecia da caridade e da misericórdia, tornando difícil a proclamação da mensagem evangélica do perdão e da compaixão.
Sentimos e estamos convencidos da necessidade de deixar que o espírito de perdão cresça em nossos corações, superando os obstáculos e favorecendo a cultura do encontro e da esperança. Tudo isso deve ser enraizado e nutrido por uma renovada experiência de Jesus Cristo em nossas vidas.
Somente a partir de uma experiência centrada em Cristo poderemos abraçar completamente o desafio de sair dos nossos refúgios cômodos, agindo segundo uma nova mentalidade inspirada pelo Evangelho, construindo locais de paz e fraternidade. Somente a partir deste sagrado espaço rico de significado, poderemos vencer o poder do medo e a falta de coragem.
Este caminho é um desafio que, uma vez aceito, haverá de nos ajudar realmente a compartilhar com os outros o que deixamos florescer em nossos corações.

POR ISSO, COMO JOVENS DO MOVIMENTO JUVENIL SALESIANO, GUIADOS PELA ESPIRITUALIDADE JUVENIL SALESIANA, COMPROMETEMO-NOS A RESPONDER AO DESAFIO DO EVANGELHO QU HOJE NOS É NOVAMENTE PROPOSTO ATRAVÉS DO APELO DO PAPA FRANCISCO.
Comprometemo-nos a receber a misericórdia de Deus para com cada um de nós como um dom, vivendo-a no cotidiano com alegria e otimismo. Dia após dia a Misericórdia de Deus torna-se a fonte da nossa esperança e uma experiência compartilhada com outros jovens.
Comprometemo-nos em nossos grupos e associações a reforçar os momentos de crescimento espiritual que nos ajudarão a ver os outros com os olhos de Deus. Momentos espirituais, como a oração, a contemplação da Palavra, a adoração silenciosa, dão razão da nossa fé, oferecem-nos uma visão para superar os temores e criatividade pastoral para dar voz aos jovens.
Comprometemo-nos a viver as obras de misericórdia em nossas atividades pastorais, especialmente acolhendo os estrangeiros e ajudando os jovens mais necessitados. Oferecemos compaixão e paciência em nossas experiências educativas e pastorais para com todos, a prescindir da cor, da religião e da crença política de cada um.
Comprometemo-nos a reforçar em nossas casas e presenças o “espírito de família”, tão caro à visão carismática de Dom Bosco, que se torna realidade viva em Mornese com Madre Mazzarello, e tão central em nossa Espiritualidade Juvenil Salesiana. ‘O espírito salesiano de família’ haverá de ajudar-nos a ser verdadeiros construtores de pontes, agentes autênticos de fraternidade, exemplos vivos e críveis de esperança para um mundo melhor a partir de hoje.

Em 1884, em sua Carta de Roma, Dom Bosco escreve: “Que os jovens não somente sejam amados, mas que eles próprios saibam que são amados”. Ouçamos novamente hoje estas palavras cheias de amor à luz do Ano Jubilar da Misericórdia. Rezemos e comprometamo-nos para que as nossas palavras e as nossas ações ajudem os jovens a experimentarem um amor misericordioso – um amor rico de misericórdia.