Reitor-Mor

Entrevista ao Reitor-Mor no SYM Dom Bosco 2015

Perguntas ao Reitor-Mor no SYM Dom Bosco 2015

epub   doc   pdf   zip  

1 - Reitor-Mor, comecemos com uma pergunta fácil. Como o senhor vê esta celebração do aniversário de Dom Bosco?

Como vocês podem imaginar, queridos jovens, me parece uma celebração maravilhosa, ter todos vocês aqui, jovens provenientes de 58 países.

Estou emocionado com a beleza deste encontro e a atitude preciosa que vocês jovens têm. Comove-me a alegria de vocês e a facilidade com que vocês passam da música e dança à reflexão e à oração. Estou comovido pela sensibilidade e pela solidariedade para com os grupos minoritários que estão presentes aqui.

Quero também dizer que estamos fazendo a festa de aniversário que tinha que ser feita, Por que digo isso? Por duas razões:

a. porque não podemos ignorar o aniversário de Dom Bosco (o Bicentenário de seu nascimento), porque Dom Bosco não é nossa propriedade, mas é, como eu já disse muitas vezes neste ano, um dom do Espírito Santo à Igreja e ao mundo, e ainda é muito real e continua a despertar fascínio, hoje como ontem, em todo o mundo, como "Pai e Mestre da Juventude" que é, e como ele foi proclamado pelo Papa João Paulo II em 1988;

b. a segunda razão é que, em um ambiente salesiano, e como Família Salesiana, só é possível imaginar uma comemoração para o aniversário de Dom Bosco COM OS JOVENS E EM MEIO AOS JOVENS. O que eu não poderia imaginar, por exemplo, é se, como ato central di dia 16 de agosto de 2015, tivessem optado por fazer conferência sobre gestão e organização do trabalho. Impossível. Em vez disso, estamos realizando um encontro internacional entre Jovens.

Por isso eu digo que parece-me uma maravilhosa celebração do Bicentenário.

2 - Como podemos ajudar nós, os jovens, especialmente vocês, Salesianos e as Filhas de Maria Auxiliadora?

A primeira coisa que vem à mente, deixando falar o coração e não apenas a mente, é:
-> Meus queridos jovens, ajudem-nos a ser como foram Dom Bosco e Madre Mazzarello.
-> Ajudem-nos a sermos mais generosos e a entregar-vos nossas vidas completamente, como eles fizeram.
? Lembrem-nos, a cada momento, com a vossa presença entre nós, que os jovens e as jovens, sempre estiveram no coração de Dom Bosco e de Madre Mazzarello.
? Peçam-nos que vos acompanhemos nas orações, que rezemos juntos, peçam-nos com mais força para estarmos sempre no meio de vocês, peçam-nos que acompanhemos vocês no caminho da vida, especialmente quando vocês mais precisarem. Não tenham medo de nos incomodar. NUNCA DEVE SER UMA CHATEAÇÃO PARA UM CORAÇÃO SALESIANO.

? Por fim, vou dizer o porquê disso que acabei de sugerir: porque não podemos esquecer que os rapazes de Valdocco e as moças de Mornese, tornaram maior o coração de Dom Bosco e da Madre Mazzarello. Não esqueçamos que aqueles jovens, aquelas moças, com sua presença, seus olhares, suas orações ... conseguiram fazer os corações de Dom Bosco e Madre Mazzarello crescer gradualmente ao longo do tempo.

E isso vocês podem fazer com todos aqueles que vivem o desafio precioso, maravilhoso e belo, de ser Dom Bosco e Madre Mazzarello hoje, isto é, todos os Salesianos (SDB) e as Filhas de Maria Auxiliadora (FMA) no mundo.

3. Padre Ángel, como Reitor-Mor, o que o senhor acha que diria e perguntaria hoje Dom Bosco aos jovens aqui presentes e aos jovens do mundo?

? Sem dúvida ele diria o que sempre disse a seus jovens: que mantenham Jesus como um modo de vida, como o Centro de suas vidas. Que não o deixem nunca, que nunca o coloquem de lado em suas vidas. E que sempre mantenham Maria Auxiliadora em seus corações, porque ela fará tudo por vocês.

? E vos diria que, assim como eu digo agora, que nós acreditamos em vocês, que acreditamos verdadeiramente que vocês são bons e que no coração de cada jovem há sempre sementes de bondade, e do bem.

? Vos diria para que não deixem de ser os verdadeiros protagonistas de suas vidas.

? E vos lembraria que sejam cidadãos honestos e bons cristãos; conhecendo nosso mundo de hoje, vos diria para serem homens e mulheres de bem, honestos, justos com os outros, que nunca desfrutem dos outros. Vos diria para ter vísceras de misericórdia com aqueles que estão doentes, com aqueles têm menos, com aqueles que imigraram e estão indefesos ... ESTOU CERTO DE QUE ESSA SERIA A LINGUAGEM DE DOM BOSCO HOJE.

4 - E em harmonia com Dom Bosco, qual o sonho do Reitor-Mor para nós, os jovens de hoje?

Sabe, muitas vezes me pergunto isso quando saio para conhecer os jovens do mundo. E o meu coração responde:

1. sonho, como diria Dom Bosco: que Deus esteja sempre na vida de cada jovem que se encontra em uma casa salesiana, e, depois, por toda a sua vida. Meus queridos jovens, o melhor que podemos oferecer é AQUILO QUE PREENCHEU NOSSAS VIDAS A PONTO DE TERMOS ESCOLHIDO SER SALESIANOS E FILHAS DE MARIA AUXILIADORA;

2. sonho uma coisa que Madre Yvonne já disse ontem: que nada nem ninguém possa sufocar ou roubar seus sonhos de fazer o bem, de bondade, de uma humanidade melhor;

3. sonho que os jovens das presenças salesianas no mundo sejam capazes de representar uma alternativa, que saibam andar na contracultura no que diz respeito ao que é importante e quando é necessário ir contra a corrente. Sonho jovens que, porque pensam e são justos e tem um coração grande, sejam capazes de dizer SIM e NÃO, com grande liberdade.

5 - O Reitor-Mor escolheu, como lema da Estreia para 2015, o slogan "Como Dom Bosco, com os jovens, para os jovens". O Papa Francisco também quis intitular, com essa frase, sua carta à Família Salesiana. O que tem a ver conosco, jovens do SYM DON BOSCO 2015 e com os jovens de todo o mundo, esta mensagem "aos jovens"?

Não só tem muito, mas tem TUDO A VER com vocês, porque vocês não são jovens dos ambientes salesianos apenas para receber, mas também para DAR E DOAR-SE.

? Estou convencido de que, se vocês estão aqui, é porque vocês têm uma grande sensibilidade, a de compreender que muitos milhares e milhares de jovens de todo o mundo precisam de vocês.

? Como vocês sabem, o Papa Francisco nos convida a sermos cristãos (assim como a própria Igreja) SAINDO, indo ao encontro com os outros. Bem, vocês têm muito a dar e oferecer a outros jovens.

? O Papa pediu-nos, como Família Salesiana, em Valdocco em 21 de junho, que não perdêssemos essa capacidade de sermos CONCRETOS. Bem, vocês também podem acolher o desafio que ele nos lançou e responder, de forma concreta e válida, aos desafios e às exigências de muitos jovens e famílias. Respostas e URGENTES E CONCRETAS para lidar com situações URGENTES E CONCRETAS.

? O Papa convida a todos os cristãos, e a vocês jovens, para que sejam RADICAIS: bem, na minha opinião, a maneira salesiana de ser concreto e radical, para vocês e para nós, é essa: "ser-para-os-outros", tentando alcançar aqueles que estão distantes, fazendo escolhas concretas e válidas para os mais pobres, aqueles que foram "descartados" pela nossa sociedade. FINALMENTE PRECISAMOS SENTIR UM DESCONFORTO QUANDO estamos perto dos pobres, ou até mesmo quando estamos longe deles, destas pessoas desabrigadas, que sofrem violência, que são exploradas.
NÃO CONSIGO CONCEBER UMA MANEIRA MELHOR QUE ESSA, DE SER JOVEM EM UM AMBIENTE SALESIANO: OFERECER ALGUMA COISA VÁLIDA, SENDO VOZ DE QUEM NÃO TEM VOZ.

Isso é tudo. Obrigado, queridos jovens, pelo acolhimento e pela atenção. Muito obrigado.