SDB Recursos

Boa-noite: Ispettore GER Respostas salesianas às necessidades dos jovens na Almanha 2 de abril 2014

Boa-noite: Ispettore GER
Respostas salesianas às necessidades dos jovens na Almanha 
2 de abril 2014

Caros Irmãos,
Agradeço cordialmente pelo convite para vos dar uma “Boa-noite” por ocasião do Capítulo Geral. De bom grado aproveito a ocasião para vos informar sobre a situação da Província Alemã que, após a operação de unificação bem conseguida das duas anteriores províncias em 2005, definiu no seu Projeto Orgânico Inspetorial em quatro prioridades os próprios desafios e as próprias tarefas. Passo a passo, procuramos desde então implementar tais prioridades que são:

  1. A vida e o trabalho em comunidades espirituais ligadas entre si (de momento há 27 casas com 277 irmãos, 216 dos quais da Província Alemã e 61 provenientes de outras Províncias).
  2. A renovação da nossa missão nas nossas obras, nos projetos e nas paróquias.
  3. A formação contínua e permanente dos Salesianos e dos quase 2000 colaboradoras e colaboradores leigos nas nossas obras.
  4. As condições gerais de previsões futuras (estruturas, direção, administração, finanças)

Por motivos de tempo, limito-me aqui a apresentar-vos alguns aspetos inerentes à nossa missão e à nossa intervenção em ordem às necessidades dos jovens na Alemanha:

Novas formas de intervenção da nossa missão  
A abordagem pedagógica no trabalho com os jovens desfavorecidos representa um ponto fulcral da nossa missão. Junto de diversas escolas, oratórios, centros de formação juvenil, internatos para jovens em formação, podemos contar na nossa Província centros profissionais no campo educativo e no da formação profissional. Todas estas obras se encontraram nos últimos anos perante grandes desafios respeitantes ao seu desenvolvimento. Destacam-se de modo particular: 

A assistência aos refugiados menores
Em sete das nossas obras acolhemos, nos últimos três anos, refugiados menores provenientes de países africanos e asiáticos. Vivem conosco em grupos coordenados e são acompanhados por pessoal especializado, recebem assistência linguística e são ajudados, onde tal é possível, a empreender um percurso formativo. A nossa casa de Helenenberg, nos arredores de Treviri, coordena em todo os estado federal as intervenções para estes jovens que vieram ilegalmente e sem família para a Alemanha em busca de um futuro melhor. Para o trabalho com tais jovens necessitados, definimos linhas de orientação que colocam em primeiro lugar o seu bem-estar.

Projetos destinados a jovens com problemas penais
Também foi reforçado o trabalho com tais jovens. Em alternativa às penas pecuniárias ou à reclusão, os tribunais podem impor a prestação de serviços em instituições de caráter social. Como salesianos, oferecemos esta possibilidade a tais jovens (por exemplo no Centro de educação ambiental e cultural de Benediktbeuern, onde se oferece um acompanhamento pedagógico específico destinado a motivar uma mudança de comportamento. Na casa de Sannerz temos, desde há um ano, um grupo pedagógico para oito jovens entre os 10 e os 14 anos que, já no passado, tinham sido acolhidos em estruturas das quais fugiram. Estes jovens que, devido ao seu comportamento, ninguém quer receber, podem receber dos Salesianos outra oportunidade. São acompanhados de modo intensivo; tal trabalho representa um grande desafio para os educadores.

Acolhimento para jovens com distúrbios psíquicos
Em diversos dos nossos centros de formação profissional são acolhidos, desde há alguns anos, cada vez mais jovens que, devido a distúrbios psíquicos (por exemplo autismo), precisam de maior atenção e de docentes e educadores especializados que lhes permitam completar o seu percurso formativo apesar da incapacidade. O acolhimento de tais jovens requer uma formação específica dos educadores e um apoio por parte de psicólogos.

Possibilidade de alojamento e formação para jovens mães e seus filhos
Em alguns dos nossos centros, há jovens mulheres (até menores), que durante o período de formação se confrontam com uma gravidez. Em Berlim, Burgstädt e Würzburg, foram fundados grupos habitados por jovens mães e respetivos filhos, a fim de as mesmas poderem continuar e completar a formação profissional. As crianças são acompanhadas durante o horário de trabalho e as jovens mães são assistidas profissionalmente para a educação.

Nova presença: Centro Dom Bosco de Berlim
Em 2005 a Província Alemã deu início, após a fusão das duas províncias, à construção de um novo centro no bairro Berlin-Marzahn, em território da ex-República Democrática Alemã (DDR). Tal centro é, desde há já alguns anos, sede reconhecida para ajuda a jovens sem instrução, no desemprego, sem família e sem alojamento. O centro, orientado também pelas Irmãs de Santa Maddalena Postel, oferece, mediante várias intervenções interessantes, perspetivas no referente ao trabalho e à habitação para jovens em dificuldade, recebendo ajudas estatais e municipais.

Desenvolvimentos em Benediktbeuern
O encerramento da universidade de filosofia e teologia de Benediktbeuern, no ano de 2013, foi muito dolorosa para a nossa Província. O curso de estudos de pedagogia social continua ainda a ser muito solicitado. A partir do outono de 2014, poder-se-á tirar em Benediktbeuern uma licenciatura de primeiro nível em pedagogia de religião, mesmo em combinação com o curso de estudos de pedagogia social. Os institutos que trabalham no campo da educação juvenil, como também os que se dedicam à formação salesiana (JPI – Instituto de Pastoral Juvenil, ISS – Instituto de Espiritualidade Salesiana) desempenham um papel importante e prosseguem o seu trabalho.

Pastoral com condições particulares
Depois da queda do muro de Berlim em 1889 (há 25 anos!), criámos obras e projetos também em regiões de cariz comunista, onde 85% da população atualmente não pertence a nenhuma religião e só 2-3% da mesma é católica: em Berlim, Burgstädt, Chemnitz, Heiligenstadt.
Nestas obras, trabalhamos com colaboradoras e colaboradores que talvez nem sejam batizados. Ali, só pouquíssimos dos jovens das nossas obras são cristãos (católicos ou protestantes). Mas também noutras das nossas casas na Alemanha ocidental registamos um número cada vez mais baixo de jovens com experiências de vivência da fé. Em muitas obras encontramos jovens muçulmanos, não só entre os refugiados. É nossa prioridade, mas também um grande desafio, desenvolver ofertas pastorais diferenciadas para os nossos jovens, para as colaboradoras e colaboradores, seguindo a nossa estratégia de “educar evangelizando e evangelizar educando”. O perfil do nosso trabalho salesiano é definido em linhas de orientação vinculativas para as nossas colaboradoras e para os nossos colaboradores, linhas bem aceites por todos os colaboradores, mesmo os não cristãos.

Futuro das obras
As nossas obras e os nossos projetos são importantes, mesmo em relação ao futuro. Mas considerando o número decrescente de irmãos no ativo, julgamos importante um papel de maior responsabilização dos leigos a nível local e mesmo a nível provincial. A fim de os preparar bem para tais responsabilidades, oferecemos cursos de formação e de atualização em colaboração com o Instituto de Pastoral Juvenil de Benediktbeuern.
Para assegurar o funcionamento das nossas obras, colaboramos com as dioceses, com outras congregações e estabelecemos parcerias, em que se que partilha conosco o espírito de Dom Bosco, bem como a responsabilidade relativamente a recursos humanos e económicos.
As experiências até agora acumuladas animam-nos a prosseguir neste caminho, para reforçar o carisma salesiano na Alemanha e na Suíça de língua alemã.
Possa Dom Bosco acompanhar-nos no nosso caminho, sustentando-nos com a sua oração.
 
Obrigado pelo interesse em relação à nossa Província e pela colaboração de outras Inspetorias. Peço uma oração pela nossa Província. Obrigado e boa noite.

P. Josef Grünner – Provincial